sexta-feira, 30 de agosto de 2013

SGTTI EM CALDAS NOVAS - GOIÁIS


DIREITOS E VIOLAÇÕES AO IDOSO É TEMA DE SEMINÁRIO

FLORIANÓPOLIS (SC) - A Corregedoria-Geral da Justiça, através de seu Núcleo V, promoverá no próximo dia 23 de setembro, o Seminário Conhecer para Garantir Idoso Direitos e Violações", a ser realizado no Auditório do Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.
As inscrições estão abertas na página da Academia Judicial acadjud.tjsc.jus.br no link 'inscrições abertas' e tem como público alvo: assistentes sociais do Judiciário Catarinense, Ministério Público Estadual, comunidade interessada no tema, Conselhos de Direitos do Idoso e Universidades da Terceira Idade.
Segundo o corregedor-geral, desembargador Vanderlei Romer, o evento é uma das ações do Projeto Direito de Ser Idoso, promovido pela Corregedoria, em parceria com o Ministério Público Estadual, que tem como um de seus objetivos informar os direitos dos idosos e as particularidades relativas ao processo da Terceira Idade como forma de garantir os direitos da pessoa em processo de envelhecimento e prevenir a violência através da educação e socialização das informações.

Confira a programação do do Seminário:
9 horas: Solenidade de abertura;
9h45min: O Projeto Direito de Ser Idoso e as inspeções nas Instituições de longa permanência com o juiz-corregedor Alexandre Karazawa Takaschima e a promotora de justiça Carolina Suzin;
10h45min: A fiscalização em instituições de longa permanência como forma de proteção aos direitos do idoso com a chefe de Divisão de Estabelecimentos de Interesse a Saúde da Vigilância Sanitária de Santa Catarina, Maika Arno Roedwer;
13h30min: Envelhecimento e Dignidade com a socióloga Maria Cecília Minay, doutora em Saúde Pública e pesquisadora titular da Fundação Oswaldo Cruz;
16 horas: Violência Contra a Pessoa Idosa: princípios, definições, tipologia, prevenção, como detectar e violência institucional com a socióloga Maria Cecília Minay, doutora em Saúde Pública e pesquisadora titular da Fundação Oswaldo Cruz;
17h30min: Debates;
18 horas: Encerramento.
Publicado por Tribunal de Justiça de Santa Catarina (extraído

PROJETO DE LEI PREVÊ RESERVA DE CASAS POPULARES PARA IDOSOS

CUIABÁ (MT) - O deputado Emanuel Pinheiro que preside a Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Amparo à Criança, ao Adolescente e ao Idoso ressalta a importância de políticas sociais destinadas aos idosos em Mato Grosso. O parlamentar apresentou recentemente, um projeto de lei que cria reserva de no mínimo 10% das unidades residenciais construídas, através de programas habitacionais públicos ou subsidiados com recursos públicos no âmbito do Estado de Mato Grosso, aos idosos comprovadamente carentes.
Pelo Estatuto do Idoso consideram-se idosos, as pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, conforme o disposto no Art. da Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003. Na proposta de Emanuel Pinheiro, os imóveis serão destinados como forma de cotas, somente aos idosos hipossuficientes e que não possuam imóvel, urbano ou rural.
Em caso de desistência do imóvel após a aquisição, o mesmo retornará para o Estado que fará nova redistribuição para outros idosos. O objetivo é ampliar o percentual de cotas para 10% e, sobretudo, proteger as pessoas idosas garantindo-lhes moradia digna e assegurando-lhes um direito constitucional estabelecido por lei, argumentou o deputado.
Pelo artigo 37 do Estatuto do Idoso, as pessoas idosas têm direito à moradia digna, no seio da família natural ou substituta ou desacompanhada de seus familiares, quando assim, o desejarem ou, ainda, em instituição pública ou privada.
Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já no Censo de 2000 62,4% dos idosos eram responsáveis pelos domicílios.
Esses dados, por si só, já confirmam a necessidade de se implementar programa governamental capazes de garantir uma velhice mais digna e humana para esta parcela da população, afirmou Pinheiro.
Segundo o Parlamentar, o tema é de suma importância para a política social do Estado e dispensa maiores justificativas para tornar viável sua provação.

COMEMORAÇÃO DO DIA DO IDOSO

Aos Conselhos das Igrejas Presbiteriana do Brasil

Graça e Paz.

A Secretaria da Terceira da IPB, buscando orientar e motivar a família presbiteriana para um envelhecimento com consciência.  
Tendo em vista que o DIA NACIONAL DO IDOSO é o dia 01 de outubro, tomamos a liberdade de sugerir ao Colendo Concilio que no domingo, 06 de outubro, promova uma Escola Dominical Especial, voltada para a temática da pessoa idosa.
Gostaríamos que esse momento especial fosse registrado com fotos e que as mesmas nos sejam para serem publicadas no blog IDOSONEWSIPB.
Lembramos que a SGTTI está disposição desta Igreja, do Presbitério e do Sínodo.
Na certeza de contarmos com o carinho e a atenção dos amados irmãos, desde já agradecemos em Cristo Jesus.

Recife, 30 de agosto de 2013.
Rev. Pinho Borges
Secretário Geral do Trabalho da Terceira Idade

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

APROVADO PROGRAMA DE ATIVIDADE FÍSICA PARA IDOSOS

RIO DE JANEIRO (RJ) - A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta quinta-feira (29/08), em primeira discussão, o projeto de lei 7/11, que cria no estado um programa de exercícios para pessoas com mais de 60 anos, chamado Terceira Idade com Saúde
Ele oferecerá aulas com professores de Educação Física para as pessoas com mais de 60 anos, prevendo a expansão para o interior do estado das academias de ginástica ao ar livre espalhadas pela cidade do Rio. 
Para o autor, deputado Luiz Martins é importante que o Estado dissemine a política existente na cidade do Rio de Janeiro para que possamos abranger todo o estado, dando o suporte que a terceira idade necessita, argumentou.

PROJETO GARANTE ATENDIMENTO DIGNO AOS IDOSOS DE MATO GROSSO

CUIABÁ (MT) - A terceira idade (pessoas com 65 anos ou mais), no Brasil, representa 8,6% da população total do País. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), da década de 1990 para os anos 2000, a população de terceira idade cresceu 17%.
No Brasil hoje são cerca de 20 milhões de idosos e a projeção para 2025, esse número deve passar para 32 milhões de pessoas. Por se tratar de uma faixa etária que tem crescido e que expira cuidados especiais, o deputado Emanuel Pinheiro apresentou projeto de lei para garantir o atendimento digno aos idosos no Estado.
A proposta visa implantar em todos os municípios de Mato Grosso as Unidades de Apoio para Idosos (UAI), que ofereçam oportunidades de valorização através de acompanhamento de médico geriatra, enfermeiro, psicólogo, terapeuta ocupacional, professor de educação física, assistente social, fisioterapeuta e nutricionista.
Segundo o parlamentar, o espaço deverá ser cedido pelo município e o governo do estado deverá proporcionar condições aos municípios para implantação e manutenção da unidade. O funcionamento será nos dias úteis, das 7 às 18 horas.
Pretendemos melhorar as condições de convívio social e elevar a autoestima dos idosos, defendeu Emanuel Pinheiro ao lembrar que o Poder Público tem o papel de disponibilizar a terceira idade o direito à vida, saúde, alimentação, educação, cultura, esporte, lazer trabalho, cidadania, liberdade, dignidade e respeito, bem como garantir ao idoso o convívio familiar.
Secretaria de Comunicação Social

Projeto cria programa Intercâmbio da Terceira Idade


GOIANA (GO) - Projeto de autoria do deputado Talles Barreto em tramitação na Casa, cria o programa Intercâmbio da Terceira Idade. 
A propositura foi encaminhada para discussão e votação na Comissão de Constituição, Justiça e Redação. Talles Barreto justifica que sua iniciativa tem como objetivo enriquecer as experiências, ampliar os horizontes e cultivar a saúde. 
Tendo em vista que o dinamismo social, que até há pouco tempo era quase que exclusividade dos mais jovens, hoje em dia vem se estendendo também para grande parte da população da terceira idade. De acordo com a propositura do parlamentar trabalhista, o programa Intercâmbio da Terceira Idade tem como público alvo os idosos, considerados como aqueles cidadãos com idade igual ou superior a 60 anos. 
Objetivos - Dentre outros, são objetivos do plano: troca de experiências, visitação aos locais turísticos do Estado em que residem; contato com diversos, costumes, culturas e tradições, convivência com cidadãos oriundos dos mais diversos municípios e regiões do Estado e ampliação e enriquecimento sócio cultural  Dispõe o projeto que para realização desses objetivos, o programa poderá promover aos seus participantes, dentre outras atividades, excursões a diversos municípios do Estado, atendendo sempre que possível: festividades regionais e as atrações turísticas mais relevantes do Estado; encontros periódicos e reuniões intermunicipais; palestras, cursos, atividades esportivas, recreativas e socioculturais. 
O Intercâmbio da Terceira Idade será organizado conjuntamente pela Goiás Turismo e a Superintendência do Idoso da Secretaria de Cidadania e Trabalho. 
O projeto enfatiza que o Poder Executivo, caso necessário, poderá regulamentar esta lei no prazo de 180 dias, contados a partir da data de sua publicação. 
Frisa que as despesas resultantes da execução desta lei ocorrerão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas, se necessário. 
Barreto coloca que decidiu tomar essa iniciativa, porque percebeu que milhares de idosos goianos não possuem condições de se engajar nesse rol de atividades, pois muitas vezes faltam oportunidades, conhecimento, informações, e, eventualmente, recursos financeiros. O deputado acredita que com o Estado fazendo sua parte a situação de muitos desses idosos poderá mudar para melhor.
Publicado por Assembléia Legislativa do Estado de Goiás (extraído)

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

TRF4 estende o adicional de 25% a aposentado por idade que precisa de cuidador 24h


PORTO ALEGRE (RS) O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) concedeu hoje (27/8) adicional de 25% no valor do benefício de um aposentado rural de 76 anos, que está inválido e necessitando de cuidador permanente. O relator da decisão, desembargador federal Rogério Favreto, considerou que o idoso tem o mesmo direito daqueles que se aposentam por invalidez e ganham o adicional quando necessitam de cuidadores.
Atualmente, a Lei 8.213/91 prevê, em seu artigo 45 que o valor da aposentadoria por invalidez do segurado que necessitar da assistência permanente de outra pessoa será acrescido de 25%.
Favreto ressaltou que o mesmo acréscimo deve ser concedido neste caso pelo princípio da isonomia. Apesar de o autor da ação ter se aposentado normalmente em 1993, hoje encontra-se em dificuldades, devendo ser beneficiado pela lei.
“O fato de a invalidez ser decorrente de episódio posterior à aposentadoria, não pode excluir a proteção adicional ao segurado que passa a ser inválido e necessitante de auxílio de terceiro, como forma de garantir o direito à vida, à saúde e à dignidade humana”, declarou Favreto.
Para o desembargador, a Justiça não deve fazer diferença entre o aposentado por invalidez que necessita de auxílio permanente de terceiro e outro aposentado por qualquer modalidade de aposentadoria que passe a sofrer de doença que lhe torne incapaz de cuidar-se sozinho.
“Compreender de forma diversa seria criar uma situação absurda, exigindo que o cidadão peça a conversão ou transformação da sua condição de aposentado por idade e/ou tempo de contribuição por invalidez, com o objetivo posterior de pleitear o adicional de acompanhamento de terceiro”, argumentou.
Favreto afirmou em seu voto que “o julgador deve ter a sensibilidade social para se antecipar à evolução legislativa quando em descompasso com o contexto social, como forma de aproximá-la da realidade e conferir efetividade aos direitos fundamentais”.
O aposentado deverá receber o acréscimo retroativamente desde o requerimento administrativo, que foi em abril de 2011, com juros e correção monetária.
Extraído: Justiça Federal- Tribunal Regional Federal/4

PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO: VIOLÊNCIA INSTITUCIONAL CONTRA IDOSOS

BRASÍLIA (DF) - O Processo Judicial Eletrônico deve ser acessível para idosos e deficientes visuais, defende OAB.
Em ofício remetido nesta quarta-feira (28) ao presidente do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CJST), ministro Carlos Alberto Reis de Paula, o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Furtado Coêlho, requereu o cumprimento da Lei de Acessibilidade (Lei nº 10.098/2000) e do Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/2003), na implantação do Processo Judicial Eletrônico (PJe).
O requerimento é baseado nos dados do Cadastro Nacional dos Advogados CNA, que aponta a existência de 140.886 advogados com mais de 60 anos no Brasil, realidade que reflete a inexorável necessidade do Poder Judiciário garantir o acesso a Justiça sem qualquer tipo de discriminação. O mesmo se dá em relação ao advogado com deficiência visual, justifica Marcus Vinicius.
O presidente ponderou, ainda, que embora a Recomendação n.º 27, de 16 de dezembro de 2009, do CNJ, oriente o amplo e irrestrito acesso às pessoas com deficiências visuais não apenas às dependências dos Tribunais, mas aos próprios serviços públicos prestados, lamentavelmente as adequações no PJe não contemplaram essas pessoas.
A medida é reconhecida pelo próprio CNJ, que admite a impossibilidade de disponibilizar, de forma imediata, sistema informatizado com funcionalidades que permitam o integral acesso aos 1.149 advogados deficientes visuais no Brasil.
É imperiosa a adequação do Sistema PJe-JT para atender o Estatuto do Idoso e da Lei de Acessibilidade, em especial para os deficientes visuais, afirma Marcus Vinicius.
O presidente sustentou, ainda, que caso não seja possível dentro do PJeJT o cumprimento das disposições legais acima referidas, revela-se indispensável seja deferido aos advogados idosos ou com deficiência visual a prática de atos e acesso aos processos de forma física.
Publicado por OAB (extraído).

GOVERNO QUER ALTERAR A IDADE DE IDOSO DE 60 PARA 65 ANOS

BRASÍLIA (DF) - A 64ª. Reunião Ordinária do Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (CNDI), em seu segundo e último dia, ocorrida nesta quarta-feira feira (28), em Brasília, recebeu representantes de vários órgãos que compõem o Conselho Nacional dos Direitos do Idoso. A AMB foi representada pelo Desembargador Sebastião Amorim, Coordenador dos Aposentados da Associação.
As discussões decorreram da análise dos relatórios das quatro Comissões do CNDI de Políticas Públicas, de Orçamento e Finanças, de Normas e de Articulação com os Conselhos e Comunicação Social.
Sebastião Amorim destacou que os membros do CNDI não estão fechados para discussões, mas esclareceu que as propostas nem sempre atendem as necessidades dos idosos. Tanto que nas discussões sobre o projeto de lei que propõe a alteração da idade daquele que é considerado idoso, aos 60 anos, Amorim fez uma análise e foi categórico. 
"Nós vamos defender sempre a possibilidade de não alterar a idade dos idosos, para acima de 60 anos".
Para Amorim, a tendência das pessoas que têm interesses comerciais faz com que haja sempre uma pretensão em ter um lucro maior. Estão sempre estudando a possibilidade de fazer com que os idosos tenham mais gastos e aumentando a idade, aumenta a chance do idoso gastar mais. Se passar a idade de 60 para 65 anos, eles vão ter cinco anos de pessoas que vão gastar mais e não teriam o desconto, analisou. Eu, como defensor dos direitos dos idosos, entendo que essa alteração não deve ser feita, a não ser a partir de muito estudo para verificar se isso pode ser feito no interesse na população ou no daqueles que querem ganhar muito, comparou.
A pauta extensa tratou de diversos assuntos, como os convênios firmados resultantes da busca ativa do ano de 2012, assim como o 9º. Encontro Nacional de Conselhos dos Direitos da Pessoa Idosa, marcado para dezembro de 2013.
Publicado por Associação dos Magistrados Brasileiros (extraído)

HOSPITAL PARA IDOSO

MATO GROSSO (MT) - O Programa Hospital para Idoso é uma iniciativa que cria ações voltadas às doenças que afetam os idosos.
Garantir a prevenção, a promoção e a recuperação da saúde, incluindo a atenção especial às doenças que afetam os idosos faz parte do Projeto de Lei 300/2013, do deputado Emanuel Pinheiro, que cria o Programa Hospital para Idosos no Estado de Mato Grosso.
Na opinião do autor do projeto é fundamental a criação de um hospital para atendimento especializado à população com idade igual ou superior a 60 anos de idade no Estado. O objetivo é oferecer uma melhor qualidade de vida aos idosos, afirmou.
De acordo com a proposta, serão disseminadas informações qualificadas relativas ao tratamento de doenças relacionadas à saúde desses pacientes, além de contribuir para superar a carência no tratamento médico. Outra medida imposta ao Poder Executivo é a celebração de convênios com os municípios para implantação do Programa.
Atividades recreativas e de estímulo motor e intelectual fazem parte do Programa Hospital para Idosos, com a finalidade de garantir às pessoas da terceira idade, o direito a uma vida saudável física e emocionalmente, bem como mantê-las como indivíduos reconhecidamente atuantes na construção ativa da sociedade.
É importante lembrar ainda que o deputado enquanto presidente da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Amparo à Criança, ao Adolescente e ao Idoso, tem se empenhado em discutir questões relevantes relacionadas ao bem-estar dos idosos por meio das reuniões mensais da Comissão Permanente do Legislativo.

ENCONTRO DA TERCEIRA IDADE - CALDAS NOVAS


terça-feira, 27 de agosto de 2013

CAS AVALIA PERMISSÃO PARA VENDA DE REMÉDIOS A PREÇO DE CUSTO A APOSENTADOS

BRASÍLIA (DF)A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) pode votar, nesta quarta-feira (28), projeto de lei que autoriza farmácias e drogarias a venderem medicamentos a preço de custo a aposentados pelo Regime Geral da Previdência Social (PLS 181/2010). Os estabelecimentos poderão, nesses casos, lançar a diferença como despesa operacional e deduzi-la da base de cálculo do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica.
A iniciativa beneficia quem comprove ser, cumulativamente, aposentado pela Previdência Social, portador de doença crônica grave, usuário contínuo do medicamento que pretende adquirir e usuário de serviço do Sistema Único de Saúde (SUS).
A lista de medicamentos que poderão ser vendidos será definida pelo Ministério da Saúde, segundo critérios técnicos e estatísticos, que considerarão a prevalência de doenças na população de idosos, em benefício de portadores de doenças crônicas graves e usuários contínuos dos medicamentos e do SUS.
O projeto, do senador licenciado Marcelo Crivella, atual ministro da Pesca, é relatado na CAS pela senadora Vanessa Grazziotin, que deu voto favorável. A matéria já foi aprovada pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).
Publicado pelo Senado (extraído)

APOSENTADOS E PENSIONISTAS RECEBEM PRIMEIRA PARCELA DO DÉCIMO TERCEIRO

BRASÍLIA(DF) -  O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar nesta segunda (26) a primeira parcela do décimo terceiro salário de aposentados e pensionistas. A expectativa é de que até o dia 6 de setembro, 26,5 milhões de pessoas recebam o benefício.

O pagamento, autorizado por uma portaria no início de agosto, deve injetar na economia brasileira aproximadamente R$ 12 bilhões. No ano passado, foram pagos R$ 130 bilhões com o décimo terceiro dos trabalhadores brasileiros, equivalente a 2,9% do Produto Interno Bruto (PIB).
Sobre a primeira parcela do décimo terceiro, não incidem imposto de renda ou recolhimento para a Previdência cobrados somente sobre a segunda parcela do benefício. Para os trabalhadores com carteira assinada, a primeira parcela deve ser paga entre 1º de fevereiro e 30 de novembro. A segunda, até o dia 20 de dezembro. Para os servidores públicos, a regra é diferente. 
A primeira parcela é paga em julho, com base no salário de junho; e a segunda, em dezembro, com base no salário de novembro.
Têm direito ao décimo terceiro salário os trabalhadores do serviço público e da iniciativa privada, urbano ou rural, avulso e doméstico, bem como os aposentados e pensionistas do INSS.
Não têm direito quem recebe amparo previdenciário do trabalhador rural, renda mensal vitalícia, amparo assistencial ao idoso e a pessoa com deficiência, auxílio suplementar por acidente de trabalho, pensão mensal vitalícia, abono de permanência em serviço, vantagem do servidor aposentado por autarquia empregadora e salário-família.

Transporte coletivo terá de se adaptar às regras de acessibilidade

BELO HORIZONTE (MG) - "O Poder Público tem o dever de adotar medidas que visem assegurar a integração dos deficientes físicos na comunidade em que vivem, sendo certo que a garantia da acessibilidade gera enorme impacto positivo não só na vida daqueles que possuem uma mobilidade reduzida, mas em toda sociedade." Partindo desse entendimento, a 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) negou recurso do município de Contagem e das empresas de transporte coletivo Transvisa Ltda. e Tropical Auto Ônibus Ltda. e determinou que os ônibus do município atendam à legislação e às normas de acessibilidade. A ação foi ajuizada pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais.
Ao negar o recurso, o TJMG confirmou a sentença do juiz de Direito da 2ª Vara da Fazenda Pública Municipal de Contagem, Marcus Vinícius Mendes do Valle, que fixou o prazo de 20 dias para que as empresas prestadoras de serviços de transporte do município façam adaptações para garantir a acessibilidade para deficientes físicos.
Também de acordo com a sentença, o município será obrigado a exigir a implementação da acessibilidade das empresas de ônibus que contrata ou venha a contratar, sob pena de multa diária de R$ 30 mil.
Segundo os autos, o edital relativo à concorrência que deu origem aos contratos administrativos firmados entre o município de Contagem e as referidas empresas determina a necessidade de utilização de veículo de piso baixo nos corredores com fluxo elevado, com o objetivo de facilitar o embarque e o desembarque dos passageiros com mobilidade reduzida e propiciar maior fluidez ao trânsito urbano.
Para a relatora do recurso, desembargadora Teresa Cristina da Cunha Peixoto, o princípio da acessibilidade deve ser observado em todas as construções e serviços, para fins de permitir que não só os deficientes físicos mas também as crianças, os idosos, os obesos mórbidos e as gestantes usufruam de forma digna e plena dos serviços prestados, permitindo que a pessoa com diminuição de sua mobilidade consiga se integrar à sociedade com a maior independência e autonomia possível.

Veja andamento da Apelação Cível nº 1.0079.05.209108-3/002.
Assessoria de Comunicação Institucional - Ascom - TJMG - Unidade Goiás
Publicado por Tribunal de Justiça de Minas Gerais (extraído)

sábado, 24 de agosto de 2013

ENCONTRO DA TERCEIRA IDADE EM BONITO - PE

BONITO (PE) - Aconteceu no período de 23 a 25 de agosto o Encontro da Terceira Idade, na cidade de Bonito, no agreste pernambucano, promovido pela Federação de SAFs de Caruaru em parceria com a Secretária Geral do Trabalho da Terceira Idade da Igreja Presbiteriana do Brasil. O evento aconteceu no Bonito Plaza Hotel.
OBS: TODAS AS FOTOS DO EVENTO está no endereço a baixo.
https://www.facebook.com/idosonewsipb.sgtti/media_set?set=a.536923983048001.1073741831.100001912117390&type=3

MOMENTO 06 - Domingo 25.  OFICINA E ENCERRAMENTO - A programação do domingo teve início logo após o café com o momento devocional e a ministração da palavra pelo Rev. Marcílio Domingos Gama, presidente do Presbitério de Caruaru.
A última palestra do encontro foi sobre Dislipidemia com a nutricionista Luciana Barros.
Encerrada a palestra o momento de agradecimento. O Rev. Pinho Borges agradeceu a Helonilda Bezerra (Sec. da Terceira Idade da Federação de SAFs de Caruaru) pela iniciativa do evento. Assim como A Federação de SAFs de Caruaru, a IPB de Bonito, ao Presbitério e Sínodo pelo apoio, aos participantes, aos palestrantes e ministradores da Palavra, ao Bonito Plaza Hotel, enfim a todos que contribuíram para o grande sucesso do encontro.
A Deus toda Glória.
Até breve!




MOMENTO 05 - Sábado 24.  NOITE CULTURAL - No horário da noite aconteceu a noite cultural, onde os participantes puderam espontaneamente participar, cantando, recitando poesia, contando causos finalizando com um bingo para distribuição de brindes.
Momentos de pura alegria para idosos e pré idosos.




MOMENTO 04 - Sábado 24.  OFICINAS - No horário da manhã foram oferecidas duas oficinas.
TERCEIRA PALESTRA - Às 15 horas a Dra. Vera Santiago (Psicóloga) ministrou  a palestra: Envelhecimento Psicológico e Cuidador de idosos. 
QUARTA PALESTRA -  Às 16 horas o urologista Dr. Rodolfo Santiago, ministrou a palestra : A saúde do Homem.
QUINTA PALESTRA - A ultima palestra do sábado: Colcha de Retalhos. Conselhos de Deus para a Mulher foi ministrada pela Dra. Valquíria Bezerra. 



SEGUNDA PALESTRA - O Estatuto do Idoso e o combate a Violência. Foi ministrada pela Dra. Luciana Maciel Dantas, Promotora do idoso da cidade do Recife.



PRIMEIRA PALESTRA - A primeira palestra A Bíblia e o Envelhecimento, foi ministrada pelo Rev. Rev. Pinho Borges, Sec Geral da Terceira Idade da IPB  


MOMENTO 03 - Sábado 24 .DEVOCIONAL. Após o café. No auditório do hotel teve inicio às 8 horas a devocional com o Rev. Semerson Barros da Silva (IPB de Bonito), ministrando a palavra.


MOMENTO 03 - Sábado 2.  CAFÉ DA MANHàA manhã do sábado começou com o café da manhã no restaurante do hotel




MOMENTO 02 - ABERTURA SOLENE. As 19 horas teve inicio a devocional com a ministração da palavra  pelo Rev. José Erivaldo Rezende (4ª IPB de Caruaru).
As 20 horas o Rev. Pinho Borges, Sec. da Terceira Idade da IPB, ministrou a palestra Construindo a Rede Presbiteriana de Apoio a Pessoa Idosa.




MOMENTO 01 - BOAS VINDAS. A programação teve início às 14 horas, com as boas vindas, credenciamento, ( Entrega dos kits sacola: crachá, caneta, chapéu  camisa, Estatuto do Idoso, brinde), aferição de pressão e  Coffee Break .
16:30 - Dinâmica de Grupo(socialização) Educador Físico- Dr. Elionaldo.                                          


Participam do Encontro membros das Igrejas Presbiterianas Central, Terceira e Quarta de Caruaru, Lajedo, Canhotinho, Tejipió, Caçote, Rendendeiras e convidados. 






sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Ministério Bem Estar & Vida

SÃO PAULO(SP) - O  Ministério Bem Estar & Vida da Igreja Presbiteriana de Vila Bonilha, completa um ano de atividade trabalhando com a Terceira Idade.
A Secretaria Geral da Terceira Idade parabeniza a todos que fazem parte deste grupo.


quarta-feira, 21 de agosto de 2013

MAIS UMA VITÓRIA CONTRA PLANO DE SAÚDE

FORTALEZA(CE)Empresa médica é condenada a disponibilizar tratamento domiciliar.
O autor, vítima de fratura, após transferido da UTI para a enfermaria, precisou de atendimento em tempo integral, pedido que foi negado pelo plano de saúde.
Um idoso deverá ter o seu tratamento de saúde providenciado, em tempo integral, pela Unimed de Fortaleza, por meio do programa Unimed Lar. A decisão, da 5ª Câmara Cível do TJCE, teve como relator o desembargador Francisco Suenon Bastos Mota.
Segundo os autos, o idoso sofreu acidente dentro de casa e precisou ser levado para a UTI, onde foi constatado traumatismo craniano. Em seguida, ele foi transferido para a enfermaria, mas por causa das sequelas, o médico que fez o acompanhamento solicitou o serviço do programa Unimed Lar.
O pedido, no entanto, foi negado. Por isso, o cidadão ajuizou ação na Justiça, com pedido liminar, requerendo a disponibilização do benefício em tempo integral. Ao apreciar o caso, o Juízo da 1ª Vara Cível de Fortaleza concedeu a medida conforme requerido.
Objetivando suspender a decisão, a Unimed interpôs agravo de instrumento no TJCE. Alegou que o desejo da família é montar, na residência do idoso, uma estrutura hospitalar, o que não é o intuito do programa. Explicou que o objetivo é treinar os familiares para o acompanhamento do paciente, e por isso não pode fornecer tratamento em tempo integral.
Disse ainda que disponibilizou todos os serviços prestados pelo Unimed Lar, mas a filha do beneficiário se recusou a assinar o contrato de adesão, tendo em vista a ausência de cobertura contratual para os materiais de uso domiciliar solicitados por ela, como cama hospitalar e colchão caixa de ovos.
Ao julgar o processo, a 5ª Câmara Cível negou provimento ao recurso. O relator da ação considerou que o tratamento em domicílio é mera continuidade do tratamento realizado nas dependências hospitalares, pois evita o aparecimento de doenças oportunistas.
Processo: 0000965-82.2013.8.06.0000
Fonte TJCE
Publicado por Jornal da Ordem - Rio Grande do Sul (extraído)

CONTAGEM REGRESSIVA - FALTAM 2 DIAS


terça-feira, 20 de agosto de 2013

ENVELHECIMENTO EM BAURÚ

BAURÚ(SP) - O Censo Demográfico de 2010 já revelava que Bauru está a caminho do envelhecimento de sua população, com um expressivo aumento do número de idosos e queda na quantidade de crianças e jovens. O levantamento apontava que os moradores acima dos 60 anos já representavam o dobro da quantidade de crianças com até 4 anos de idade.
Ao todo, eles somavam 44.941 idosos, 13% do total de habitantes da cidade, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Há 10 anos, quando o último levantamento havia sido realizado, representavam 10,3% da população.
Enquanto o crescimento vegetativo da cidade foi de 8,8% entre 2000 e 2010, a da faixa acima dos 60 anos teve acréscimo de significativos 36,84%. Em movimento contrário, no entanto, o número de crianças entre zero e 4 anos caiu 17%, de 25 mil para 20,7 mil.
Fonte: Site JCNet

SECRETARIA DO IDOSO

PORTO ALEGRE(RS) - Mobilizado para colher as assinaturas em favor da criação da Secretaria Especial do Idoso, o coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Terceira Idade, deputado Gerson Burmann, esteve no início da tarde de hoje (20) na Esquina Democrática, onde recebeu apoios para a iniciativa que é uma antiga reivindicação das entidades que atuam em favor da pessoa idosa.
A ideia é encaminhar a solicitação para o governador Tarso Genro e também para a ministra da Secretaria dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, para que também no âmbito federal seja criado um espaço de políticas públicas para os idosos.
Líder da bancada do PDT, Burmann argumenta que esta reivindicação foi aprovada na Conferência Nacional do Idoso e também nas esferas estaduais.
O documento será encaminhado às autoridades no dia 1 de outubro, Dia Internacional do Idoso e data em que o Estatuto do Idoso completa dez anos.

COMISSÃO DO IDOSO FARÁ BLITZES PARA FISCALIZAR CALÇADAS NO ESTADO

RIO DE JANEIRO(RJ) - Vem aí a Blitz da Calçada Legal. 
A Comissão de Assuntos da Criança, do Adolescente e do Idoso da Assembleia Legislativa irá às ruas para fiscalizar as condições dos passeios públicos no estado. A ideia surgiu hoje, na audiência pública realizada para tratar do assunto. Em julho, a atriz Beatriz Segall sofreu um tombo ao tropeçar numa calçada na Gávea, na Zona Sul do Rio, sofrendo hematomas no rosto e ficando afastada dos palcos devido ao incidente.
Os moradores podem ajudar cuidando de suas calçadas. Essa não é uma necessidade apenas dos idosos. Também é importante, especialmente, para os deficientes físicos e todos nós cidadãos que andamos pelas ruas, afirmou a presidente da comissão, a deputada Claise Maria, lembrando do caso da atriz: Foi necessário uma pessoa famosa se machucar para esse assunto ser comentado pela mídia.
Representantes de diversas entidades de defesa dos direitos do idoso estiveram na reunião e apresentaram sugestões. A presidente da Associação Nacional de Gerontologia do Rio, Dina Frutuoso, disse que a vistoria é o mais importante: Já temos uma lei de acessibilidade e é necessário fiscalização. Queremos que haja obras de conservação das calçadas para prevenir acidentes, pois os idosos têm muitas dificuldades na recuperação.
Além da falta de manutenção das calçadas, outro tema debatido foi o uso dessas vias de tráfego de pedestres como estacionamento de automóveis, o que obriga as pessoas a caminharem na rua, expondo-se a riscos. Segundo a deputada, a blitz também tratará desse problema.
A reunião contou ainda com integrantes do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, da Secretaria Especial de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida e do Sindicato de Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais.(Bárbara Souza)

APROVADO PROJETO QUE OBRIGA ENSINO SUPERIOR PÚBLICO MANTER CURSOS DE EXTENSÃO PARA IDOSOS

BRASÍLIA(DF) - Instituições públicas de educação superior podem ser obrigadas a oferecer cursos permanentes de extensão para pessoas idosas. Substitutivo do senador Paulo Paim a projeto do senador Cristovam Buarque com esse objetivo foi aprovado nesta terça-feira (20) pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), em decisão terminativa.
De acordo com o texto aprovado, o Estatuto do Idoso (Lei 10.741/2003)é alterado para tornar permanentes cursos e programas de extensão para a terceira idade, presenciais ou a distância, em universidades, faculdades, centros universitários e institutos de ciência e tecnologia. 
Apesar de defender a ampliação da oferta dos cursos tanto em instituições públicas como privadas, o senador Paim tornou obrigatória a oferta dos cursos de extensão para esta parcela da população apenas para as instituições mantidas com recursos da União, estados ou municípios.
No projeto de lei do Senado 344/2012 original, Cristovam Buarque sugere a modificação da Lei de Diretrizes e Bases da educacao nacional (LDB - Lei9.394/1996) e a obrigação recai apenas a universidades públicas. No substitutivo, Paim ampliou a abrangência da medida para o conjunto de instituições federais de ensino superior, incluindo especialmente os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. O parlamentar gaúcho também considerou mais efetivo que a norma seja incluída no Estatuto do Idoso, e não da LDB.
O estatuto já prevê apoio do poder público para a criação de universidade aberta para as pessoas idosas e o incentivo para publicação de livros e periódicos destinados a esse segmento. No entanto, Paim considera as medidas insuficientes diante das atuais demandas dos idosos.
Assim como o autor, o relator observou que vem crescendo a participação dos idosos de forma ativa na sociedade e no mercado de trabalho. Isso, ressaltou Paim, resulta em crescente demanda por ações de educação que atendam as suas necessidades. Com a aprovação da proposta, argumentou Paulo Paim, serão ampliadas as ofertas de qualificação e especialização para os idosos e, com isso, aumentarão as chances de trabalho remunerado.
Considerados parte da educação superior, os cursos de extensão diferem de uma graduação por não exigir a conclusão do Ensino Médio, nem condicionar o ingresso à aprovação em processo seletivo. Além disso, cursos de extensão não emitem diploma, mas certificados.

Publicado por Senado (extraído)

CONTAGEM REGRESSIVA - FALTAM 03 DIAS


segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Campanha Vagas especiais para estacionar: eu respeito!

PORTO ALEGRE (RS) - Campanha "Vagas especiais para estacionar: eu respeito!" será lançada na Capital.

Folder da campanha Orientar a população sobre a utilização consciente e cidadã dos espaços prioritários destinados para pessoas com deficiência, idosos e gestantes nos estacionamentos privados de Porto Alegre. Esse é o objetivo da campanha “Vagas especiais para estacionar: eu respeito!”, desenvolvida pelo Grupo de Trabalho de Acessibilidade e Mobilidade Urbana.
O lançamento oficial da iniciativa ocorrerá nesta quarta-feira, 21, às 9h, no Auditório Mondercil Paulo de Moraes, na sede do MP (Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80), com a presença de diversas autoridades municipais e estaduais.
A campanha “Vagas especiais para estacionar: eu respeito!” é uma realização do Ministério Público, através do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos; do Município de Porto Alegre, por meio da Secretaria de Acessibilidade e Inclusão Social; do Governo do Estado, com a participação da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos; dos Conselho Estadual e Municipal da Pessoa com Deficiência; e da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).
AÇÃO NO SHOPPING TOTAL - Os integrantes do Grupo de Trabalho também realizarão uma atividade de divulgação no estacionamento do Shopping Total, em Porto Alegre. A ação ocorrerá às 11h30min da quinta-feira, 22, com a distribuição de folders e adesivos da campanha para os motoristas que estiverem utilizando as vagas do shopping center. O lançamento da campanha e a divulgação do material gráfico irão integrar a Semana Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que acontecerá entre os dias 21 e 28 de agosto.
A VISITA AOS VEÍCULOS DE IMPRENSA - Ao longo da última semana, o Coordenador do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos, Promotor Miguel Velasquez, e o Secretário Municipal de Acessibilidade e Inclusão Social de Porto Alegre, Raul Cohen, visitaram jornalistas de diversos veículos de comunicação com intuito de explicar a atuação do Grupo de Trabalho de Acessibilidade e Mobilidade Urbana e apresentar a campanha “Vagas especiais para estacionar: eu respeito!”.

OS AVÓS DE CADA DIA

CUIABÁ(MT) -  Os avós têm se dedicado cada vez mais nos cuidados do neto.
Aquele avô e avó quietinhos, sentados na varanda vendo o tempo passar está se tornando cada vez mais raro. Esses personagens não estão mais tão presentes na sociedade atual. Com a rotina da vida moderna grande parte das famílias, que passam a maior parte do dia fora com obrigações entre trabalho e estudo, surgem os avós que estão cada vez mais atuantes no dia a dia dos netos.
Segundo pesquisa recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os avós têm se dedicado cada vez mais nos cuidados do neto principalmente das mães adolescentes. A pesquisa revela ainda que os índices da gravidez na adolescência no Brasil têm parecido com os da Bolívia, Paraguai, Colômbia, enfim, uma realidade muito triste. Parece assustador, mas a cada vinte minutos uma menina de 14 anos se torna mãe no Brasil.
São vários os motivos que levam os velhinhos, que atualmente não são tão velhos assim, a se tornarem referência para os netos. Como muitas mulheres têm filhos muito jovens, a criança acaba morando com a avó desde bebê, e quando a mãe se casa o filho não quer acompanhá-la, pois já está acostumado com o cantinho da vovó.
Muitas vezes, é a aposentadoria deles a única fonte garantida de renda. E eles acabam bancando o convênio médico ou a escola dos netos. Talvez essa ajuda seja algo prejudicial, pois na maioria dos casos o comprometimento com os gastos extras tem provocado desequilíbrio no orçamento doméstico. É necessário que haja o planejamento familiar, cujas famílias precisam levar em consideração a qualidade de vida que podem oferecer a essas crianças.
Esse novo papel ganha força com o início do século 21, em que os idosos passaram a ter uma participação mais ativa na educação e no sustento dos netos. De fato, a situação econômica exige que as mulheres deixem o contexto familiar e trabalhem. Por isso, os avós passam a cuidar dos netos durante um período do dia ou integralmente.
Os dados do IBGE mostra que, enquanto em 1991 cerca de 2,5 milhões de netos eram sustentados pelos avós, em 2000 este valor subiu para 4,2 milhões. Segundo a pesquisa, para os próximos anos, ele tende a aumentar ainda mais. O aumento da expectativa de vida está favorecendo a relação entre avós e netos. Eles acompanham as crianças até a fase adulta.
Neste caso, todo cuidado é pouco para que os avós não assumam de uma vez por todas o papel dos pais. Aliás, envelhecer é o grande dom da vida. Se não envelhecermos não saberemos a delicia que é ter netos, bisnetos e, se a vida for muito gentil conosco, tataranetos.
Texto: Emanuel Pinheiro é deputado estadual e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa.
Publicado por Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso (extraído).

DECISÃO LIMINAR GARANTE APLICAÇÃO DE MEDICAMENTO À IDOSA

SALVADOR(BA) – Em cumprimento à decisão da Justiça Federal, o Ministério da Saúde efetuou na segunda-feira (12) depósito de cerca de R$ 16 mil para custear as aplicações do medicamento Rabinuzabe (Lucentis R) em D.M.M.A., 64 anos, portadora de degeneração macular relacionada à idade (DMRI). O procedimento deverá ser realizado em hospital particular da capital baiana. A Defensoria Pública da União (DPU) na Bahia atuou no caso.
Há três meses, o filho da assistida procurou a Defensoria para obter, por via judicial, o medicamento de alto custo e não relacionado na lista do Sistema Único de Saúde (SUS). Após obter as ampolas do remédio no início do mês, a assistida descobriu que as aplicações não estavam sendo realizadas em hospitais públicos de Salvador. A defensora federal Maria Alnely Tavares fez então novo pedido à Justiça para viabilizar o procedimento, que só pode ser feito por profissional especializado.
Considerada grave, a degeneração macular pode causar cegueira total irreversível quando não tratada rapidamente. Segundo relatório médico, o remédio pode evitar a progressão da doença, que já comprometeu totalmente a visão do olho esquerdo da aposentada.
Na ação, a defensora federal ressaltou o princípio da dignidade da pessoa humana e a responsabilidade solidária entre os entes no fornecimento gratuito de medicamentos. A defensora considerou ainda célere a resposta da União em providenciar o tratamento inicial da assistida, que poderá precisar de outras aplicações. “O entendimento sobre a essencialidade do direito à saúde deve prevalecer sobre interesses financeiros do Estado”, concluiu.
Assessoria de Imprensa/Defensoria Pública da União/Publicado por Defensoria Pública da União (extraído)

IDOSOS E A DESNUTRIÇÃO

MINAS GERAIS - Um estudo feito pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual mostrou que os idosos têm 3,7 vezes mais risco de desnutrição do que os pacientes adultos. Foram analisados dados de 950 pacientes, entre homens e mulheres, acima de 18 anos de idade, internados no Serviço de Cardiologia do Hospital do Servidor Público Estadual. Depois de analisar dados sobre peso e altura para determinar o Índice de Massa Corpórea dos idosos, de acordo com o especificado pela Organização Mundial da Saúde, o resultado apontou que 46,3% dos casos tinham risco de desnutrição. Nos pacientes com mais de 60 anos o risco foi 53% e nos adultos 23%. (Rádio Itatiaia).Publicado por Associação dos Magistrados Mineiros (extraído)

INSS EXIGE DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS "PROVA DE VIDA":

No intuito de coibir fraudes no recebimentos das parcelas de benefícios previdenciários ou assistenciais, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está exigindo que os seus beneficiários provem que continuam vivos.
A obrigação é restrita aos beneficiários que recebem por meio de conta-corrente, poupança ou cartão magnético e que, no ano de 2012, não tenham realizado o recadastramento. O prazo para comprovação foi prorrogado até 28 de fevereiro de 2014.
Todos os pensionistas e beneficiários de aposentadorias ou benefícios assistenciais, o chamado "Amparo ao Idoso ou Deficiente", deverão procurar as respectivas agência bancárias responsáveis pelo pagamento de seus benefícios. Para comprovação de vida, é necessário que o beneficiário apresente um documento de identificação com foto, como por exemplo, a identidade, carteira nacional de habilitação, carteira de trabalho etc.
Aqueles que não puderem comparecer dentro do prazo, por motivo de doença ou impossibilidade de locomoção, deverão enviar um procurador legalmente habilitado (através de procuração pública devidamente registrada em cartório), levando um documento de identificação com foto do beneficiário e um atestado médico recente confirmando a indisponibilidade. Aos beneficiários residentes no exterior, a comprovação poderá ser realizada por meio de procurador ou representante legal devidamente cadastrado junto ao INSS, ou por declaração emitida pelo consulado do Brasil no país.
As agências bancárias com a implementação da biometria, estão facultadas ao recadastramentos biométrico dos segurados.
Os beneficiários que não realizarem a "comprovação de vida", terão os benefícios cessados pela Autarquia Previdenciária. Segundo estimativas do INSS, mais de 30,7 milhões de brasileiros estão em gozo de benefícios, sendo que 9,4 milhões não realizaram o recadastramentos ou "prova de vida".
Importante lembrar que, as parcelas de benefícios recebidas indevidamente poderão ser objeto de execução judicial. Embora os cartórios estejam obrigados ao fornecimento de informações quanto ao óbito dos beneficiários do INSS, os parentes do falecido não devem receber as parcelas de após o seu óbito, sob pena de incorrem no crime de fraude previdenciária. Assim que o falecimento do beneficiário ocorrer, os possíveis interessados ao benefício de pensão por morte, devem procurar uma agência da Previdência Social e informar-se acerca de seus direitos. 
O único benefício que não resulta em concessão de pensão por morte após o falecimento do beneficiário, é o amparo, ou benefício de prestação continuada - BPC, pois trata-se de benefício assistencial.(ExtraidoPublicado por Gisele Jucá)

ENCONTRO DA TERCEIRA IDADE-BONITO.PE


SGTTI EM VOLTA REDONDA - RIO DE JANEIRO


SGTTI EM TUCURUÍ - PARÁ


sexta-feira, 16 de agosto de 2013

SGTTI EM TAGUATINGA - DF

MOMENTO 06 a 07 - DOMINGO/18.08.2013/17horas - Encerrando as atividades em Taguatinga-DF, o Secretário Geral, o Rev. Pinho Borges, ministrou a Palavra no Culto Vespertino das 17 horas na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga e em seguida ministrou a Palavra do Culto da Terceira Igreja.


MOMENTO 05 - DOMINGO/18.08.2013 - PRIMEIRA IGREJA PRESBITERIANA DE TAGUATINGA - DF. Na manhã deste domingo o Secretário geral ministrou para a classe de casais no horário da Escola Dominica. A oficina enfatizou a necessidade de um melhor cuidado para com as pessoas idosas da família. Todos os participantes receberam exemplares do Estatuto do Idoso.


MOMENTO 04 - SÁBADO/17.08.2013 - PRIMEIRA IGREJA PRESBITERIANA DE TAGUATINGA - DF. Ainda na tarde do sábado o Secretário Geral, Rev. Pinho Borges ministrou a Oficina Envelhecimento tempo de mudança. Para grupos de idosos de várias igreja do Presbitério de Taguatinga. Na ocasião foram distribuídos exemplares do Estatuto do Idoso para os participantes


MOMENTO 03 SÁBADO/17.08.2013 - PRIMEIRA IGREJA DE AREAL DE TAGUATINGA - DF. Na tarde deste sábado o Rev. Pinho Borges visitou a Igreja Presbiteriana Areal , onde  falou sobre a SGTTI e missões, no evento realizado pela Federação de SAF do Presbitério de Taguatinga.


MOMENTO 02 - SÁBADO/17.08.2013 - PRIMEIRA IGREJA PRESBITERIANA DE TAGUATINGA - DF. Na manhã deste sábado o Secretário Geral se reuniu com liderança da terceira idade de Taguatinga. o Encontro aconteceu na Primeira Igreja, que é pastoreada pelo Rev. Sabino.


MOMENTO 01 - SEXTA/16.08.2013 - TERCEIRA IGREJA PRESBITERIANA DE TAGUATINGA - DF. Nesta sexta, a noite, o Rev. Pinho Borges, secretário geral da terceira idade, ministrou a palavra na Terceira Igreja Presbiteriana de Taguatinga, que é pastoreada pelo Rev. Geomário.








Operadora de plano de saúde obrigada a internar idoso

Operadora de plano de saúde obrigada a internar idoso

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS