quinta-feira, 29 de novembro de 2012

SGTTI NA IPB BOA VIAGEM: RECIFE-PE

Nesta quinta feira (29) o Rev. Pinho Borges, Secretário Geral da Terceira Idade, proferiu palestra na reunião da SAF da Igreja Presbiteriana de Boa Viagem em Recife.



AUDIÊNCIA PÚBLICA: GRATUIDADE AOS 60 ANOS

O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO, por intermédio de sua Promotora de Justiça do Idoso, CONVOCA a todos os interessados para comparecer à AUDIÊNCIA PÚBLICA que se realizará no dia 06 de dezembro de 2012, às 9:00 horas, no Plenarinho da Câmara de Vereadores do Recife para tratar acerca da gratuidade nos ônibus para idosos na faixa etária de 60 a 65 anos de idade.

Idosos também são vulneráveis à AIDS

Durante quase duas décadas, a ocorrência da AIDS entre idosos foi um assunto ignorado. A resistência da sociedade em admitir que pessoas com mais de 50 anos continuem tendo vida sexual ativa contribuiu para o aumento do número de infectados. Em dez anos, de 1996 para 2006, a taxa de incidência de AIDS duplicou entre pessoas com mais de 50 anos, passando de 7,5 casos por 100 mil habitantes para 15,7.
Segundo Clóvis Cechinel, geriatra do laboratório Cedic Cedilab, a escassez da inclusão deste grupo etário em campanhas de prevenção fez com que estas pessoas se sintam à margem dos riscos de serem contaminadas pelo HIV e, assim, continuem se expondo, desprotegidas em suas relações sexuais. “O preservativo, para este grupo etário, é um artefato pouco utilizado ao longo de suas vidas, e apresenta dificuldade técnica na sua utilização. Alia-se a este desuso a ideia de que a camisinha é uma ferramenta meramente anticonceptiva e o receio de perda de ereções efetivas”, pondera o médico.
Cechinel lembra que o atual uso de drogas corretivas de distúrbios eréteis passou a ser fator relevante, encorajando os idosos no aumento do número de exposições sexuais, com consequente desproteção, fato que repercutirá ainda mais, futuramente, na elevação das estatísticas de HIV. Um levantamento realizado pelo Ministério da Saúde sobre o comportamento sexual dos brasileiros mostrou que 67% da população entre 50 e 59 anos se diz sexualmente ativa. No grupo acima de 60 anos, o índice também é expressivo: 39%. A média de relações na parcela acima de 50 anos é de 6,3 ao mês. “A responsabilidade por isso se deve, em parte, à difusão dos remédios para disfunção erétil. A longevidade sexual da população está aumentando e a prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis precisa ser intensificada”, destaca o geriatra.
Para o médico, a inibição, tanto do médico quanto do próprio idoso, em falar sobre a vida sexual, são fatores que fazem com que o diagnóstico seja mais tardio. “O diagnóstico tardio é uma das principais razões de morte precoce. Os médicos costumam associar os sintomas a outras doenças, como Alzheimer, câncer e tuberculose, e passam meses em investigações infrutíferas até desconfiar de AIDS. Mesmo quando se tem o diagnóstico, tende a crer que a contaminação foi por transfusão de sangue”, afirma.
O geriatra reforça que as interações do coquetel com outros medicamentos já utilizados pelos idosos também produzem reações indesejáveis. “Com a imunidade enfraquecida, eles morrem por qualquer resfriado banal. Envergonhados, isolados e censurados pela família”, finaliza.

Redação 24 Horas News

COMÉRCIO DEVERÁ DISPONIBILIZAR CADEIRAS PARA IDOSOS

RIO DE JANEIRO/RJ - A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta quinta-feira (29/11), em primeira discussão, o projeto de lei 270/11, do deputado Luiz Paulo (PSDB) , que obriga estabelecimentos comerciais em geral a disponibilizarem bancos ou assentos aos consumidores com mais de 60 anos. O texto foi aprovado com emendas da Comissão de Constituição e Justiça e de Economia, respectivamente, retirando do texto a definição sobre quem regulamentaria e fiscalizaria a norma e limitando a obrigatoriedade às lojas com mais de 300m² e que não se localizem em shoppings centers.
Dotar os estabelecimentos comerciais e lojas, em geral, de assentos, ou bancos para idosos é medida necessária decorrente do respeito que esses cidadãos merecem da sociedade, diz a justificativa que acompanha a proposta.

Extraído de: Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro

Políticas públicas para idosos é tema de audiência pública

RECIFE/PE - Políticas públicas voltadas para a população idosa do Recife serão discutidas em audiência pública no próximo dia 12, às 9h30, na sede das Promotorias de Justiça da Capital, edifício Paulo Cavalcanti, situado na Avenida Visconde de Suassuna, bairro da Boa Vista. Com o encontro, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) busca soluções para garantir a aplicação dos direitos estabelecidos pelo Estatuto do Idoso nas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) do Recife. Para isso, será travado debate entre Conselhos de Direitos, gestores públicos, responsáveis pelos estabelecimentos e a sociedade civil.
A iniciativa é da promotora de Justiça com atuação na Defesa da Cidadania e Promoção dos Diretos Humanos da Pessoa Idosa, Luciana Dantas. A necessidade da audiência surgiu após levantamento do MPPE junto a assistentes sociais e aos idosos atendidos nas ILPIs do Recife, que informaram uma série de problemas estruturais nas unidades e no atendimento.
No levantamento, também foi apurado o perfil das pessoas que procuram os abrigos da cidade, inclusive os que vêm de outros Estados e do interior de Pernambuco. De acordo com a promotora, na ocasião será proposta uma análise dos dados com a presença de todas as instituições parceiras da Promotoria. "Vamos em busca da melhor solução não apenas para esses idosos, mas também para a população idosa do Recife em geral, sem esquecer daqueles que estão envelhecendo", afirmou Luciana Dantas.
Entre os convidados a participar da reunião estão a Prefeitura do Recife, secretários municipais de Assistência Social, Saúde e Direitos Humanos; representantes dos Conselhos Estadual e Municipal da Pessoa Idosa, responsável pelas ILPIs; da Defensoria Pública, além do prefeito eleito, Geraldo Julio.
Também foram convidados para representar o MPPE na ocasião o promotor de Justiça e coordenador do Centro de Apoio às Promotorias de Justiça da Cidadania (Caop-Cidadania), Marco Aurélio Farias, e os promotores de Justiça dos Direitos Humanos da capital Westei Conde e Maxwell Vignoli.

Extraído de: Ministério Público de Pernambuco 




TURISMO PARA IDOSO

SÃO LUIZ/MA - O deputado Raimundo Louro defendeu da tribuna da Assembleia, na sessão desta quinta-feira (29), o projeto de lei de sua autoria que dispõe sobre a Política Estadual de Incentivo ao Turismo para o Idoso. O projeto considera turismo para o idoso a prática de atividades adequadas e planejadas, no contexto turístico, para pessoas maiores de sessenta anos, visando a sua melhor qualidade de vida.

Segundo o deputado, o objetivo é garantir uma política estadual específica para o turismo voltado para o idoso, evidenciando a preocupação existente com o tratamento diferenciado da terceira idade em nosso Estado. Além de garantir uma melhor qualidade de vida para as pessoas da terceira idade, o presente projeto de lei visa fomentar o turismo e, consequentemente, gerar mais emprego e renda, justificou.
A política pública de incentivo ao turismo para o idoso terá como diretrizes estimular as empresas ligadas ao setor no Maranhão a operar com produtos voltados para o idoso, geração de emprego e renda em ações que levem ao desenvolvimento econômico de cada região e o estímulo ao ecoturismo em áreas ligadas ao turismo, para melhor qualidade de vida do idoso, observando-se os princípios do desenvolvimento sustentável.
O projeto de lei encontra-se em tramitação na Casa e, caso seja aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, será submetido à votação em Plenário.

Extraído de: Assembléia Legislativa do Estado do Maranhão 

Jornada da Inclusão foi lançada nesta quinta (29.11) em Juara

JUARA/MT - O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da Promotoria de Justiça de Juara, realizou nesta quinta-feira (29.11), às 13h30min, audiência pública do projeto 'Jornada da Inclusão'. O evento aconteceu no Clube dos Idosos 'Viva a Vida. O objetivo da iniciativa é contribuir para a conscientização e redução da violência praticada contra pessoas idosas e com deficiência. Os trabalhos forão conduzidos pelo promotor de Justiça Francisco Gomes de Souza Júnior.
Durante o evento a Secretaria Municipal de Assistência Social fez uma explanação sobre as atividades desenvolvidas no município voltadas para os idosos e deficientes físicos. Na sequência, o representante do Ministério Público fez uma abordagem sobre os direitos previstos nas legislações federal, estadual e municipal, em relação aos idosos e deficientes. Vamos aproveitar esta audiência para informar a população sobre a importância da criação dos conselhos e instigar a formação do Conselho dos Direitos de Defesa dos Deficientes aqui em Juara, disse o promotor de Justiça.
Além de reuniões com autoridades locais, o Ministério Público vem realizando audiências públicas para fortalecimento de uma rede de proteção à pessoa idosa e com deficiência.
Pretendemos, por meio da interação comunitária, fortalecer a criação de uma rede de proteção a essas pessoas. Para isso, o primeiro passo será a sensibilização da comunidade sobre a importância da implantação e funcionamento dos conselhos municipais, afirmou o procurador de Justiça.

Extraído de: Ministério Público do Estado do Mato Grosso  

Encontro da Pessoa Idosa em Jaguaribe.

Encontro da Pessoa Idosa em Jaguaribe.

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS