segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Denúncias de violação a direitos dos idosos triplicam em 2012

BRASILIA/DF - As denúncias de violação a direitos humanos dos idosos registradas pelo Disque 100 entre janeiro e novembro deste ano aumentaram 199%, na comparação com o mesmo período de 2011. De acordo com o balanço divulgado nesta segunda-feira (10/12) pela SDH (Secretaria de Direitos Humanos) da Presidência da República, esses casos saltaram de 7.160 no ano passado para 21.404 em 2012.
A ministra da SDH, Maria do Rosário, disse que a triplicação dos casos pode ser explicada, em parte, pela introdução recente desse tipo de registro no sistema. Somente a partir de 2011 é que o Disque 100 passou a contabilizar as denúncias de violação de direitos humanos dos idosos. “Com isso, passamos a ter um levantamento de questões que não tínhamos anteriormente”, disse.
De acordo com a ministra , a situação dos idosos no país exige uma atenção especial porque, diferentemente do que ocorre em relação às crianças, que contam com o apoio dos conselhos tutelares, os idosos não têm uma rede especializada de assistência.
“Estamos trabalhando para fomentar mais delegacias especializadas e o apoio por meio dos sistemas de assistência social. Uma vez que não temos uma rede de conselhos como temos para crianças, devemos ter uma rede protetiva por meio das polícias [que devem ficar] mais atentas, [de serviços] socioassistenciais e de saúde”, explicou.
Maria do Rosário enfatizou que a questão é agravada porque, na maioria das vezes, as violações de direitos dos idosos são denunciadas por terceiros. “Em geral, elas são praticadas por parentes e a tendência é que os idosos queiram protegê-los”, acrescentou. Ao todo, o Disque 100 recebeu, de janeiro e a novembro deste ano, 155.336 denúncias — 77% a mais do que no mesmo período de 2011 (87.764).

Extraído de: Última Instância  -
SAO PAULO - Lançamento do "Selo São Paulo Amigo do Idoso", no Palácio dos Bandeirantes. Além do governador Geraldo Alckmin, e do secretário estadual de Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia. Prestigiando também o evento, um grupo da Terceira Idade de Guararema foi ao Palácio acompanhar a solenidade e aproveitou para entender o programa e seus benefícios.
O Selo São Paulo Amigo do Idoso é uma certificação que será oferecida a municípios, órgãos estaduais, entidades públicas e da sociedade civil que desenvolvam ações garantindo o envelhecimento ativo do idoso, como uma maior participação nas decisões políticas da cidade, acesso às ofertas de arte e cultura, saúde e condições dignas de convívio. Na ocasião, foi apresentada uma projeção demográfica da população Idosa no Brasil e no mundo " em 2010, no Estado de São Paulo, 11% da população era composta por idosos; até 2050, a população idosa poderá representar 22% da população mundial.
"Esse programa atenderá às famílias que precisam trabalhar fora e não têm onde deixar seus idosos e terá como sustentação a implantação de espaços de acolhimento, proteção e convivência de idosos semi-dependentes, com idade igual ou superior a 60 anos" Andre Prado,.

12 de dezembro

O idoso e a vida de oração

O idoso e a vida de oração

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS