terça-feira, 11 de junho de 2013

SEMINÁRIO APRESENTA MAPA DA VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS NO DF

BRASÍLIA (DF) - A Central Judicial do Idoso promove, nesta quarta-feira, 12/6, das 14h às 18h, o Seminário Violência Contra a Pessoa Idosa – Reflexão com a Rede de Proteção do DF. Durante o evento, que reunirá diversas autoridades, será lançado o Mapa da Violência Contra a Pessoa Idosa no Distrito Federal, em forma de cartilha. 
O Seminário acontece por ocasião do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, 15 de junho.

O Seminário será realizado no Auditório Sepúlveda Pertence, localizado no térreo do Bloco A do Fórum de Brasília. O objetivo é aprofundar a parceria com a rede de proteção de defesa da pessoa idosa no DF, considerada como as instituições governamentais e não governamentais com as quais a Central tem maior interação. Na oportunidade, serão apresentadas experiências das instituições na abordagem da temática da violência contra o idoso e sua atuação na garantia e defesa dos direitos estabelecidos pelo Estatuto do Idoso (Lei 10.741/2003).
O Seminário é voltado a profissionais dos seguintes órgãos: TJDFT, MPDFT, Defensoria Pública do DF, Disque 100 da Secretaria de Direitos Humanos, Centros de Atenção Psicossocial – CAPS, Centros de Referência Especializada de Assistência Social – CREAS, Defensoria Pública da União e Conselho dos Direitos do Idoso do DF. 
Também constituem público-alvo do evento: Associação Nacional de Gerontologia/DF, Sociedade Brasileira de Gerontologia/DF, Universidade para a Terceira Idade e outros grupos e associações envolvidos com a temática em pauta. Está aberto ainda a profissionais que atuam na área de saúde. Os interessados em participar do Seminário podem preencher a ficha de inscrição e enviar para o e-mail centraljudicialdoidoso@tjdft.jus.br. A participação é gratuita. Outras dúvidas podem ser respondidas pelo mesmo e-mail ou pelo telefone (61) 3103.7609.
O Mapa da Violência Contra a Pessoa Idosa no Distrito Federal foi construído a partir da compilação de dados de diferentes fontes, no período compreendido entre janeiro de 2008 a dezembro de 2012, em especial do Disque Direitos Humanos - Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; do Núcleo de Estudos e Programas na Atenção e Vigilância em Violência – NEPAV, da Secretaria de Saúde do Distrito Federal; e da própria Central Judicial do Idoso. Os dados levantados incluíram local da agressão, ano da denúncia, sexo e idade da vítima, forma e tipologia da violência e relação entre agressor e idoso. A partir dos dados analisados, foi possível definir o perfil do idoso vitimado e do agressor, tipos de violência e regiões administrativas com maior número de denúncias. Levantamento bibliográfico realizado mostrou que praticamente não há estudos sobre o tema no DF.
A Central Judicial do Idoso é um projeto pioneiro do TJDFT, do Ministério Público do Distrito Federal e da Defensoria Pública do DF. Conta ainda com a cooperação técnica da Polícia Civil do DF. Atua no acolhimento aos idosos que têm seus direitos ameaçados ou violados e que necessitam de orientação na esfera da Justiça. Promove também a articulação com diversas instituições governamentais e não-governamentais, visando ações de parceria para o atendimento das demandas apresentadas pela população idosa. No âmbito do TJDFT, a Central está vinculada à 2ª Vice-Presidência.


Comissão de Direitos Sociais realiza ação no Dia Mundial de Combate à Violência contra o Idoso

MACEIÓ (AL) - A Comissão de Direitos Sociais da OAB/AL realizará, na próxima sexta-feira (14), um ciclo de palestras, para marcar o Dia Mundial de Combate à Violência contra o Idoso. O evento acontecerá no Instituto de Assistência Social e Beneficente em Defesa das Mulheres e Crianças, na Comunidade Grota do Moreira, no Jacintinho, das 8h30 até às 13 horas.
Segundo o IBGE, o Brasil apresenta um envelhecimento da população em ritmo acelerado. Porém ainda é grande o problema da violência contra idosos. O evento pretende esclarecer sobre as formas de violência contra os idosos e apresenta as entidades governamentais e não governamentais que desenvolvem ações voltadas ao combate da violência contra os idosos, além disso projetos relativos ao cidadão idoso, destacou a presidente da Comissão de Direitos Sociais, Cosmélia Fôlha.

Confira a programação completa do evento:

8h30 Abertura - Presidente da Comissão de Direitos Sociais da OAB/AL Dra. Cosmélia Fôlha
9h Esclarecimentos sobre o Dia Mundial de Combate à Violência contra o Idoso - Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/AL Dr. Daniel Nunes Pereira
9h30 Informações sobre o Centro Integrado de Atendimento e Prevenção à Violência contra a Pessoa Idosa (CIAPPI) - Representante da entidade
10h Conhecendo o Conselho Municipal do Idoso em Maceió/AL - Representante da entidade
10h30 - Apresentação das atribuições da Coordenação Geral dos Direitos da Pessoa Idosa da Secretaria Municipal de Assistência Social - Coordenadora Ana Carolina
11h Orientações sobre o Núcleo de Proteção e Defesa do Consumidor Idoso Coordenadora do Projeto Idoso Cidadão do Procon/AL Mariana Santos
11h30 Conhecendo a Pastora da Pessoa Idosa Presidente Crismédio Vieira Costa Neto / Informações sobre o FunBrasil - Representante da entidade
12h Embelezamento dos Idosos SENAC
13h Encerramento

Extraído:Ascom OAB/AL. 2121-3207

DEFENSORIA LANÇA SEMANA DE COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO

SÃO LUIZ (MA) - A Defensoria Pública do Estado (DPE/MA), por meio do Centro Integrado de Apoio e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (Ciapvi), registrou mais de 1800 denúncias de crimes contra idosos no período de janeiro de 2012 a maio de 2013. A negligência foi o tipo de violência mais comum, seguida da violência psicológica e do abuso financeiro. Os principais agressores são os familiares, principalmente os filhos. Esses dados foram anunciados nesta segunda-feira, 10, durante a abertura da Semana de Combate à Violência contra o Idoso, promovida pela DPE/MA, em parceria com as demais instituições que integram a rede de proteção ao idoso no Maranhão.
O evento, alusivo ao Dia Mundial de Conscientização e Enfrentamento da Violência contra o Idoso, celebrado dia 15 de junho, contará com uma vasta programação até sexta-feira, 14, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para as diversas formas de violência sofridas pela pessoa idosa, na perspectiva de mobilizar e sensibilizar a população para essa problemática.
De acordo com o defensor geral do Estado, Aldy Mello Filho, a violência contra o idoso tomou os contornos de grave questão de saúde pública e está relacionada ao acelerado crescimento do número de idosos no país e as suas implicações no âmbito familiar e no meio social. Embora seja um dado multidimensional, a violência está relacionada aos níveis de empobrecimento da população e à falta de acesso aos serviços essenciais, o que interfere nas relações e potencializa os conflitos.
Aldy Mello Filho informou ainda que a violência doméstica é a modalidade mais difícil de ser enfrentada, porque é naturalizada no dia a dia das relações familiares, destacando a importância da implementação de programas de apoio à família e incentivo à intergeracionalidade.
Para a presidente do Conselho Nacional do Idoso e coordenadora do Ciapvi, Isabel Lopizic, o envelhecimento populacional no Brasil tem exigido que setores governamentais, instituições de Justiça e a sociedade em geral compreendam a importância de procurar os órgãos de proteção para denunciar os casos de violência. O silêncio gera cumplicidade, por isso é importante que as pessoas denunciem e que ao lado dos movimentos de sensibilização sejam implementados programas públicos de suporte às vítimas e de resgate da sua cidadania, ponderou.
Programação
SEMANA DE CONSCIENTIZAÇÃO E ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA A PESSOA IDOSA
Dia 11 de Junho - Terça-feira
8h Caminhada pela paz - CAISI
9h - Palestra no CAISI
Tema: Negligência Familiar: Forma Silenciosa de Violência.
8h - Palestra na Secretaria Municipal de Saúde
Tema: Enfrentamento da Violência contra a Pessoa Idosa: conhecer para identificar, notificar para cuidar

Dia 12 de Junho - Quarta-feira
9h Palestra no SESC Deodoro
Tema: Relações Interpessoais na família: forma de prevenção da violência.
15h - Visita ILPI Asilo de Mendicidade (Doação de Material de Higiene, Limpeza e fraldas geriátricas) Disque Denúncia Maranhão

Dia 13 de Junho - Quinta-feira
9h Palestra no PAI
Tema: Envelhecer com Dignidade
15h - Visita a Casa Lar São Vicente de Paulo

Dia 14 de Junho Sexta -feira
9h Simpósio Estadual sobre Envelhecimento no Estado do Maranhão
Tema: Realinhamento do Pacto de Gestão pelo Envelhecimento e Saudável Local:Auditório da Procuradoria Geral do Estado
Expositores:
- Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa e Secretarias de Estado (SEDHIC/SES/SEDUC/SECMA/SEDEL/SEPLAN/SETUR/SEMU/SSP-MA/SEGEP/SINFRA/SECID/SEDES/SETRES
Validação da minuta do Pacto de Gestão pelo Envelhecimento Digno e Saudável no Maranhão.

Encerramento da Campanha
Extraído de: Defensoria Pública de Maranhão  

MPMS e CREAS realizam campanha de combate a Violência contra o Idoso

CAMPO GRANDE(MS) - Na última sexta-feira (7), a Secretária Municipal de Assistência Social, Jane Camargo Magalhães, por meio do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) iniciou a Campanha de Combate à violência Contra a Pessoa Idosa.
Em uma palestra proferida pelo Promotor de Justiça da Comarca de Chapadão do Sul Rodrigo Yshida Brandão, o evento foi destinado ao grupo de convivência da melhor idade do CRAS Parque União.
Na próxima quarta-feira (12) acontece outro evento, desta vez no Grupo de convivência Conviver, com o objetivo de levar informações sobre esse tema. Os agentes de Saúde do Município, durante a semana também estarão entregando nas residências uma revistinha informativa relacionada à campanha.
É considerada violência contra o idoso qualquer ação ou omissão praticada em local público ou privado que lhe cause morte, dano ou sofrimento físico ou psicológico.
Para denunciar disque para o número, 100, de qualquer lugar do país é gratuito. Em Chapadão do Sul, atende os casos de violência contra os idosos o CREAS, (67)3562-1354 e Ministério Público (67) 3906-4001.
Dia Mundial de conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, 15 de Junho.
Extraído de: Ministério Público do Estado do Mato Grosso do Sul

PROJETO DO MPPB GANHA RECONHECIMENTO NACIONAL E É APRESENTADO EM CONGRESSO DE GERIATRIA

JOÃO PESSOA(PB) - O projeto "Concretizando a Cidadania -Conselho Municipal do Idoso, espaço de participação, fortalecimento e integração" desenvolvido pelo Centro de Apoio às Promotorias (Caop) do Cidadão do Ministério Público da Paraíba (MPPB) foi apontado como modelo exemplar para o país. O projeto foi um dos vencedores do Prêmio "Talentos da Maturidade" do Banco Santander, na categoria "Programas Exemplares" e desde 2012, passou a contar com o financiamento do banco.
Na última sexta-feira (7), o projeto foi exposto no simpósio "O Banco Santander e seus programas exemplares: parceria público-privado em projetos que visam à implementação de políticas para os idosos no Brasil". O simpósio integrou a programação do VII Congresso Norte-Nordeste de Geriatria e Gerontologia, realizado em Fortaleza, no Ceará.
Desde de 2011, o Caop do Cidadão promove capacitações para conselheiros municipais do idoso. O curso abrange temas como a legislação e as políticas nacionais voltadas ao idoso e à assistência social (como o Estatuto do Idoso, a Lei Orgânica da Assistência Social (Loas) e a Política Nacional de Assistência Social) e é ministrado por profissionais do Ministério Público estadual, Conselho Estadual de Idosos, Secretaria de Desenvolvimento Humano da Paraíba e Tribunal de Contas do Estado (TCE).


Extraído de: Ministério Público do Estado da Paraíba  

SNPI no Natal da Sinodal

SNPI no Natal da Sinodal

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS