quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

MENSAGEM DE NATAL

“Quisera Senhor, neste Natal, armar uma árvore e nela pendurar, em vez de bolas, os nomes de todos os meus amigos.
Os amigos de longe, de perto.
Os antigos e os mais recentes.
Os que vejo a cada dia e os que raramente encontro.
Os sempre lembrados e os que às vezes ficam esquecidos.
Os constantes e os intermitentes.
Os das horas difíceis e os das horas alegres.
Os que, sem querer, eu magoei, ou sem querer me magoaram.
Aqueles a quem conheço profundamente e aqueles de quem conheço apenas a aparência.
Os que pouco me devem e aqueles a quem muito devo.
Meus amigos humildes e meus amigos importantes.
Os nomes de todos os que já passaram pela minha vida.
Uma árvore de raízes profundas para que seus nomes nunca sejam arrancados do meu coração.
De ramos muito extensos para que novos nomes vindos de todas as partes venham juntar-se aos existentes.
Uma árvore de sombras muito agradáveis para que nossa amizade, seja um momento de repouso nas lutas da vida.
Que o Natal esteja vivo em cada dia do Ano que se inicia para que possamos juntos viver o amor de Cristo”!!
http://www.idosonews.com.br/sg/noticias/mensagem-de-natal/

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

GOVERNO QUER QUE MULHER CONTRIBUA IGUAL AO HOMEM PARA SE APOSENTAR.


Carlos Eduardo Gabas, secretário especial da Previdência Social, defende que as mulheres devem ser equiparadas aos homens no tempo de contribuição para a aposentadoria.
As mulheres se aposentam após 30 anos e os homens com 35 anos de contribuição. No caso da aposentadoria por idade, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) exige 65 anos dos homens e 60 anos das mulheres.
Sendo aprovada a formula a idade média das mulheres para aposentadoria passa 51,4 anos para 54,3 anos.

Como as mulheres vivem mais que os homens o governo quer que elas contribuam por mais tempo para se aposentar, pois isso é fundamental para o equilíbrio das contas do governo.
Essa proposta será apresentada na próxima reunião do Fórum de Debates da Previdência Social, que deve acontecer em janeiro de 2016.

Se aprovada será um retrocesso para as mulheres; com a palavra as mulheres trabalhadoras e contribuintes do INSS.

Rejeitada mudanças no BPC.

Rejeitada mudanças no BPC.

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS