segunda-feira, 6 de junho de 2011

GOLPES APLICADOS À PESSOA IDOSA

Conto da aposentadoria
Nesse caso, a vítima não é contribuinte da Previdência Social. O golpista identifica-se como fiscal da Previdência e, demonstrando bom conhecimento de assuntos previdenciários, prontifica-se a conseguir aposentadoria para a vítima, mesmo que sem a contribuição mensal. Esta aceita a proposta e paga várias parcelas em dinheiro pelo serviço. Quando a vítima percebe que tudo não passou de um golpe, o estelionatário some. As denúncias referentes a esse tipo de golpe podem ser feitas pelo Prevfone (0800-780191), de segunda a sábado, das 7 às 19 horas.

Golpe do reajuste atrasado
O golpista identifica-se como funcionário de algum sindicato ou associação e age na saída de bancos ou próximo a entidades de classe. Ele aborda as vítimas dizendo que elas têm direito a receber os reajustes atrasados do benefício previdenciário, oferecendo-se, imediatamente, para agilizar o processo na Previdência Social. Para tal, pede alguns documentos e, para cobrir as despesas, um depósito de 10% do valor ao qual, segundo ele, a vítima terá direito pelos reajustes. Após receber o dinheiro, o estelionatário desaparece.

Golpe do cartão engolido
O golpista, usando um produto aderente, faz com que o cartão magnético do banco utilizado pela vítima fique preso no caixa eletrônico. O estelionatário fica à distância, observando a vítima digitar a senha do cartão. Após várias tentativas, a vítima desiste de usar a máquina e deixa o cartão. O golpista retira o cartão e saca todo o dinheiro disponível na conta corrente.

Golpe do cartão eletrônico
Envolve muita preparação dos golpistas. Em primeiro lugar, eles colocam no caixa eletrônico um dispositivo que prende o cartão magnético do cliente. Logo depois, os estelionatários esperam a vítima. Um deles fica em frente ao caixa eletrônico e coloca um aviso, com o logotipo do banco e o telefone para informações. A vítima, ao ver seu cartão retido, pede informações ao golpista. Esse afirma que o caixa deve estar com defeito, pois foi colocado um aviso do lado de fora da cabine. A vítima decide usar o telefone e é atendida por outro estelionatário, o qual se faz passar por funcionário do telemarketing do banco. A vítima fornece dados como o número da sua conta e a sua senha numérica e é orientada a procurar uma agência bancária para formalizar o extravio do cartão. Com a senha e o cartão em mãos, os golpistas sacam o dinheiro da conta.

Recadastramento bancário
Esse é realizado por telefone. O golpista liga para a vítima e diz ser representante do banco no qual ela possui conta. Na conversa, o estelionatário induz o correntista a fazer seu recadastramento bancário, digitando os números da sua agência, da sua conta e da sua senha. Com equipamentos capazes de identificar os sinais sonoros dos números digitados, os golpistas conseguem ter acesso a essas informações e sacar o dinheiro da vítima.
 Fonte SERASA

MINICONGRESSO DA 3ª IDADE

Com o objetivo de estudar e refletir sobre os direitos, as necessidades, a atuação e oportunidades, da pessoa idosa na sociedade aconteceu no dia 4 de junho, na Igreja Presbiteriana da Madalena, em Recife-PE, o Minicongresso da 3ª Idade, organizado pela Secretaria do Ministério da 3ª Idade da Igreja Presbiteriana da Madalena. O evento contou com a participação de idoso,s de várias igrejas do Recife e teve a coordenação da Prof.ª Raquel Teodósio, Secretária da Terceira Idade do Presbitério de Pernambuco.
Após a recepção e Inscrições, aconteceu um momento de  louvor pelo Grupo musical da IPM, seguindo de uma mensagem pelo Rev. Edilson Olive Ramos - Pastor da IPM.
O Secretário Geral do Trabalho da 3ª Idade da IPB apresentou a palestra: “Abaixo o Preconceito Contra o Idoso”, para finalizando  o primeiro expediente do evento o grupo de idosos da IP Madalena apresentou uma peça teatral intitulada de: “Mulheres que Seguiram a Jesus” pelas idosas da IPM. Foi servido almoço aos participantes. O expediente da tarde tem inicio com atividade recreativa, coordenada por Larissa Andrade, Terapeuta Ocupacional e Coordenadora da 3ª Idade da IP do Centenário.
No Painel Aberto teve como tema: “O Direito da Pessoa Idosa”, com a participação da Dra. Adriane Luiza Sodré e o Rev. Dr. Roberval Góes, ambos advogados sendo o mediador o Rev. Edijéce Martins Ferreira -Pastor Emérito e Conselheiro da 3ª Idade da IPM. Para finalizar o evento o Rev. Pinho Borges - Secretário Geral do Trabalho da 3ª Idade da IPB apresentou a palestra: “O Idoso e a Violência”.
Os participantes receberam exemplares do Estatuto do Idoso e Cartilha Envelhecimento Consciente.
Veja mais fotos
https://picasaweb.google.com/109744098593714944104/IPMadalenaMiniCongresso?authkey=Gv1sRgCMGdg5XDttibJA#

Rejeitada mudanças no BPC.

Rejeitada mudanças no BPC.

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS