sexta-feira, 26 de agosto de 2016

BELO HORIZONTE/MG - PLANO DE SAÚDE É CONDENADO A INDENIZAR CASAL DE IDOSOS COM R$ 17.600,00 POR DANOS MORAIS.

http://www.idosonews.com.br/sg/noticias/belo-horizontemg-plano-de-saude-e-condenado-a-indenizar-casal-de-idosos-com-r-17-60000-por-danos-morais/
Publicado por Tribunal de Justiça de Minas Gerais
A empresa disse que os medicamentos pedidos pelo médico eram importados e caros.O juiz da 8ª Vara Cível da Comarca de Belo Horizonte condenou a Unimed Belo Horizonte Cooperativa de Trabalho Médico a indenizar um casal de clientes idosos, por danos morais, em mais de R$ 17 mil, devido ao fato de o hospital não ter autorizado o procedimento cirúrgico no fêmur indicado pelo médico da idosa. Ela e o marido acionaram judicialmente a empresa.
Os clientes disseram ter um contrato de plano de saúde e assistência médica hospitalar com a Unimed. Na época dos fatos, a idosa estava internada no hospital Santo Ivo, localizado na região centro-sul de BH, para fazer uma operação cirúrgica de urgência. Contudo, conforme narram os autores da ação, o hospital se negou a fazer a cirurgia, argumentando que a operação deveria ser realizada com os materiais que a equipe médica do estabelecimento entendesse necessários.
Na ação judicial, foi pedida uma medida cautelar para o fornecimento imediato de material cirúrgico e pagamento de indenização por danos morais.
A Unimed sustentou que a negativa do fornecimento do material para a cirurgia foi feita com base contratual e que o material importado exigido pelo médico da idosa possuía um valor muito alto, sendo que existia um similar, barato e com a mesma finalidade, no mercado nacional. Em relação à indenização, o plano de saúde explicou que não existe o dever de indenizar. Sendo a negativa legítima, não se concretizou dano moral.
O juiz Alexandre Magno Mendes do Valle, em sua decisão, explicou que a liminar pleiteada para a realização da cirurgia com os materiais indicados pelo médico foi deferida e que a Unimed comprovou o cumprimento judicial. Entretanto, a negativa da empresa em fornecer de imediato os materiais importados indicados pelo médico agravou o estado de saúde da paciente, trouxe-lhe aflição e angústia e gerou o direito à indenização por danos morais.
O magistrado confirmou a tutela antecipada e condenou a Unimed a indenizar o casal por danos morais, no valor de R$ 17.600,00.
Essa decisão ainda pode ser revertida, pois é de primeira instância. Veja a movimentação e a íntegra da sentença.
Assessoria de Comunicação Institucional - Ascom
TJMG - Fórum Lafayette         
facebook.com/TribunaldeJusticaMGoficial

AGENDA. setembro

SGTTI - AGENDA

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

REFLEXÃO: EU E AS OLIMPÍADAS

O espírito olímpico controla a vida dos brasileiros nestes dias, por conta da realização dos Jogos Olímpicos – Rio 2016.
Uma reprodução moderna dos antigos jogos da Grécia, e que o mundo do Novo Testamento tem conhecimento.
Inicialmente os jogos eram realizados em homenagem a um jovem soldado que após a vitória grega na Planície de Maratona, recebeu a missão de avisar na Grécia a vitória.
Este esforço foi o início de uma competição que nos tempos moderno estamos vivenciando ou presenciando.
A atenção do planeta nestes dias está voltada para o Rio de Janeiro.
Atenção voltada para o apice do esforço humano, em buscar do ouro que significa ser o melhor; e da glória, que no espirito olímpico representar está presença dos “deuses”.
Como crentes, em Cristo Jesus, Eu devo me lembrar que o meu ouro olímpico é Jesus, ciente que a santificação‚ é o esforço desenvolvido para uma vida na presença de Deus.
O atleta olímpico tem que ter bom preparo físico tanto do corpo como da mente, para conquistar o ‘ouro’, pois só melhor irá recebe-lo. O atleta olímpico que preparou o corpo e mente almeja ser recompensado com o ouro olímpico.
A Palavra de Deus me revela que também serei recompensado ao chegar ao ‘pódio da santificação’, que é o meu corpo: Templo do Espírito Santo.
Enquanto o atleta olímpico busca a glória da vitória, eu busco a glória celeste e só a atingirei quando negar a mim mesmo e está plenamente preparado para Deus, pois a preparação espiritual‚ é uma olimpíada constante para a minha vida crista.
O atleta olímpico deve ter determinação. Para o atleta olímpico as barreiras que surgem são empecilhos a serem superados em busca do ouro olímpico, pois o seu objetivo é ser vencedor. A determinação alinhada ao bom preparo físico certamente o levar ao pódio, e a medalha olímpica.
Como atleta de Cristo, eu devo ter a mesma determinação para viver a vida crista, não posso permitir que pequena dificuldade me leve ao sentimento de derrota.
A determinação do atleta olímpico o leva a superação, mesmo em momentos de dores, pois seu foco é a glória olímpica.
Como seria bom que como crentes eu tivesse a mesma garra, o mesmo interesse, a mesma determinação na vida crista.
O atleta olímpico almeja o recorde. O recorde é o limite do esforço físico do atleta, atingi-lo é a glória, de ser o primeiro: o melhor. Isto representa o reconhecimento público.
Como cristão, devo bater os meus recordes, não por orgulho ou vaidade, mas para o crescimento cristão no Reino de Deus.
Buscar Deus constantemente deve o meu objetivo e cada dia devo buscar o recorde de minha santidade em direção ao pódio da estatura do Varão Perfeito.
Nos jogos olímpicos o pódio é o lugar da glória olímpica.
Quando o hino nacional é executado para o medalhista de ouro certamente emociona o mais frio torcedor; é um momento muito importante para a vida do atleta.
Para mim ‘atleta em Cristo’ meu pódio é Jesus.
Para mim ‘atleta em Cristo’ minha vitória é contra o pecado.
Para min ‘atleta em Cristo’ minha medalha é a salvação.
Não subirei ao pódio de madeira a poucos centímetros do chão, não ouvirei o hino nacional.
Minha emoção será bem maior.
Pois, meu pódio é o céu; meu o hino um louvor a Deus; meu recorde é insuperável; não haverá bronze ou prata, mas só ouro.
Obedecendo a Cristo‚ o meu treinador, sempre serei vencedores na carreira que está proposta, mas para isto devo ter preparo espiritual, determinação e desejo de vitória contra o pecado.
Sei que todos nos estádios correm, mas só um leva a medalha de ouro; correrei de tal maneira para alcançar a perfeita vida cristã.
Rev. Pinho Borges

I ENCONTRO SINODAL DAS ANAS, DO SÍNODO CENTRAL DE PERNAMBUCO

Aconteceu nesta quarta feira (17), I ENCONTRO SINODAL DAS ANAS, DO SÍNODO CENTRAL DE PERNAMBUCO, nas instalações da Igreja Presbiteriana da Boa Vista na cidade do Recife em Pernambuco. 
A coordenação do evento foi da 'Ana', Cleudenira Borges.
O mensageiro na ocasião foi o Rev. Juarez Marcondes, Secretário Executivo da Igreja Presbiteriana do Brasil e pastor da IPB de Curitiba/PR. 
Nos louvores além dos hinos teve a participação dos cantores Azineto Moura e Gildete, além da participação do grupo de adolescentes da IPB do Barro em Reci

SEGUNDA IGREJA PRESBITERIANA DE VOLTA REDONDA – RJ


SÃO PAULO - DISTRIBUIDORA DE ENERGIA ELÉTRICA INDENIZARÁ IDOSO ATINGIDO POR FIO DE ALTA TENSÃO

http://www.idosonews.com.br/sg/noticias/sao-paulo-distribuidora-de-energia-eletrica-indenizara-idoso-atingido-por-fio-de-alta-tensao/

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

TUBARÃO/SC – EMPRESA E SEGURADORA QUE VENDERAM SOFÁ DEFEITUOSO INDENIZAM IDOSO POR DANOS MORAIS

http://www.idosonews.com.br/sg/noticias/7040/
Empresa e seguradora são condenadas por demora em dar solução a sofá defeituoso
A 2ª Câmara Civil do TJ confirmou sentença da comarca de Tubarão que condenou empresa de móveis e sua seguradora ao pagamento de indenização moral e material, no valor de R$ 6 mil, a idoso que adquiriu um jogo de sofás com defeito. O móvel foi comprado em 2013 e o problema só foi solucionado um ano depois, após insistência do consumidor. Ele alegou ter comprado o produto com muito esforço, já que recebe um salário mínimo por mês.
Afirmou, ainda, que a empresa não deu atenção às queixas, pelo que teve de recorrer ao Procon para conseguir a devolução do dinheiro. Ele pediu em apelação a ampliação do valor fixado em 1º grau. Em seu voto, o relator, desembargador João Batista Góes Ulysséa, entendeu que o valor arbitrado condiz com a aflição que o cliente suportou pela falha na prestação do serviço da empresa ré.
“Não se ignora desconforto ao autor pela não resolução do problema; mas não se pode fugir dos critérios da proporcionalidade e da razoabilidade para a fixação da verba indenizatória, além do caráter punitivo e compensativo do valor arbitrado, sob pena de causar enriquecimento ilícito do reclamante”, concluiu o magistrado. A decisão foi unânime (Apelação Cível n. 2016.004785-6).
Fonte: Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina

TUBARÃO/SC – EMPRESA E SEGURADORA QUE VENDERAM SOFÁ DEFEITUOSO INDENIZAM IDOSO POR DANOS MORAIS

http://www.idosonews.com.br/sg/noticias/7040/
Empresa e seguradora são condenadas por demora em dar solução a sofá defeituoso
A 2ª Câmara Civil do TJ confirmou sentença da comarca de Tubarão que condenou empresa de móveis e sua seguradora ao pagamento de indenização moral e material, no valor de R$ 6 mil, a idoso que adquiriu um jogo de sofás com defeito. O móvel foi comprado em 2013 e o problema só foi solucionado um ano depois, após insistência do consumidor. Ele alegou ter comprado o produto com muito esforço, já que recebe um salário mínimo por mês.
Afirmou, ainda, que a empresa não deu atenção às queixas, pelo que teve de recorrer ao Procon para conseguir a devolução do dinheiro. Ele pediu em apelação a ampliação do valor fixado em 1º grau. Em seu voto, o relator, desembargador João Batista Góes Ulysséa, entendeu que o valor arbitrado condiz com a aflição que o cliente suportou pela falha na prestação do serviço da empresa ré.
“Não se ignora desconforto ao autor pela não resolução do problema; mas não se pode fugir dos critérios da proporcionalidade e da razoabilidade para a fixação da verba indenizatória, além do caráter punitivo e compensativo do valor arbitrado, sob pena de causar enriquecimento ilícito do reclamante”, concluiu o magistrado. A decisão foi unânime (Apelação Cível n. 2016.004785-6).
Fonte: Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina

SECRETARIA DA TERCEIRA IDADE DO PRESBITÉRIO DE PIRITUBA/SP

http://www.idosonews.com.br/sg/galeria-de-fotos/secretaria-da-terceira-idade-do-presbiterio-de-piritubasp-2/

sábado, 6 de agosto de 2016

REFLEXÃO: EU E AS OLIMPÍADAS

http://www.idosonews.com.br/sg/noticias/reflexao-olimpiada-crista/
O espírito olímpico controla a vida dos brasileiros nestes dias, por conta da realização dos Jogos Olímpicos – Rio 2016.
Uma reprodução moderna dos antigos jogos da Grécia, e que o mundo do Novo Testamento tem conhecimento.
Inicialmente os jogos eram realizados em homenagem a um jovem soldado que após a vitória grega na Planície de Maratona, recebeu a missão de avisar na Grécia a vitória.
Este esforço foi o início de uma competição que nos tempos moderno estamos vivenciando ou presenciando.
A atenção do planeta nestes dias está voltada para o Rio de Janeiro.
Atenção voltada para o apice do esforço humano, em buscar do ouro que significa ser o melhor; e da glória, que no espirito olímpico representar está presença dos “deuses”.
Como crentes, em Cristo Jesus, Eu devo me lembrar que o meu ouro olímpico é Jesus, ciente que a santificação‚ é o esforço desenvolvido para uma vida na presença de Deus.
O atleta olímpico tem que ter bom preparo físico tanto do corpo como da mente, para conquistar o ‘ouro’, pois só melhor irá recebe-lo. O atleta olímpico que preparou o corpo e mente almeja ser recompensado com o ouro olímpico.
A Palavra de Deus me revela que também serei recompensado ao chegar ao ‘pódio da santificação’, que é o meu corpo: Templo do Espírito Santo.
Enquanto o atleta olímpico busca a glória da vitória, eu busco a glória celeste e só a atingirei quando negar a mim mesmo e está plenamente preparado para Deus, pois a preparação espiritual‚ é uma olimpíada constante para a minha vida crista.
O atleta olímpico deve ter determinação. Para o atleta olímpico as barreiras que surgem são empecilhos a serem superados em busca do ouro olímpico, pois o seu objetivo é ser vencedor. A determinação alinhada ao bom preparo físico certamente o levar ao pódio, e a medalha olímpica.
Como atleta de Cristo, eu devo ter a mesma determinação para viver a vida crista, não posso permitir que pequena dificuldade me leve ao sentimento de derrota.
A determinação do atleta olímpico o leva a superação, mesmo em momentos de dores, pois seu foco é a glória olímpica.
Como seria bom que como crentes eu tivesse a mesma garra, o mesmo interesse, a mesma determinação na vida crista.
O atleta olímpico almeja o recorde. O recorde é o limite do esforço físico do atleta, atingi-lo é a glória, de ser o primeiro: o melhor. Isto representa o reconhecimento público.
Como cristão, devo bater os meus recordes, não por orgulho ou vaidade, mas para o crescimento cristão no Reino de Deus.
Buscar Deus constantemente deve o meu objetivo e cada dia devo buscar o recorde de minha santidade em direção ao pódio da estatura do Varão Perfeito.
Nos jogos olímpicos o pódio é o lugar da glória olímpica.
Quando o hino nacional é executado para o medalhista de ouro certamente emociona o mais frio torcedor; é um momento muito importante para a vida do atleta.
Para mim ‘atleta em Cristo’ meu pódio é Jesus.
Para mim ‘atleta em Cristo’ minha vitória é contra o pecado.
Para min ‘atleta em Cristo’ minha medalha é a salvação.
Não subirei ao pódio de madeira a poucos centímetros do chão, não ouvirei o hino nacional.
Minha emoção será bem maior.
Pois, meu pódio é o céu; meu o hino um louvor a Deus; meu recorde é insuperável; não haverá bronze ou prata, mas só ouro.
Obedecendo a Cristo‚ o meu treinador, sempre serei vencedores na carreira que está proposta, mas para isto devo ter preparo espiritual, determinação e desejo de vitória contra o pecado.
Sei que todos nos estádios correm, mas só um leva a medalha de ouro; correrei de tal maneira para alcançar a perfeita vida cristã.
Rev. Pinho Borges


ITUIUTABA/MG - VERBAS DE PRESTAÇÃO PECUNIÁRIA É DESTINADA PARA IMPLANTAR DELEGACIA QUE ATENDE IDOSOS

http://www.idosonews.com.br/sg/noticias/ituiutabamg-verbas-de-prestacao-pecuniaria-e-destinada-para-implantar-delegacia-que-atende-idosos/

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

BRASÍLIA/DF – CONFLITOS ENVOLVENDO IDOSOS TÊM PRIORIDADE NO CENTRO ESPECIAL

Conflitos envolvendo idosos têm prioridade e centro especial no TJDF
Publicado por Conselho Nacional de Justiça
Em 2007, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) recomendou a todos os tribunais, em qualquer instância, que priorizassem processos judiciais e procedimentos em que idosos figurassem como parte ou envolvessem seus interesses. Alinhando-se à Recomendação 14/2007, várias cortes passaram a sinalizar nos cadastros dos processos, físicos ou virtuais, a presença dos cidadãos com idade igual ou superior a 60 anos. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) foi além e, em parceria com o Ministério Público e com a Defensoria Pública do DF, criou uma Central Judicial do Idoso para tentar solucionar os problemas mais comuns que os idosos enfrentam.
Segundo Relatório da Violência, divulgado em julho, nos primeiros seis meses de 2016 a Central do Idoso registrou no Distrito Federal 528 novas demandas e 825 atendimentos de acompanhamento dos casos. A maior quantidade diz respeito à violência psicológica (31,4%), como insultos e ameaças. Em seguida, vem a violência financeira (30,3%), que consiste na exploração indevida da renda ou do patrimônio do idoso. As principais vítimas foram mulheres (59,7%), entre 76 e 80 anos (25,2%). Os maiores agentes de violência foram os próprios filhos (42,5%).
Mediação – Um dos focos do trabalho da Central Judicial do Idoso é a mediação de família. Para recorrer a esse serviço, que é gratuito, não é necessário que um processo já esteja em tramitação na Justiça, pois um dos seus objetivos consiste em promover a solução consensual dos conflitos que envolva todo cidadão idoso residente no Distrito Federal, cujos direitos tenham sido violados. Nos últimos dois anos, quase 400 pessoas foram atendidas no Núcleo de Mediação do Idoso.
“Atendemos muitos casos em que uma pessoa da família está sobrecarregada no cuidado com o idoso dependente e busca ajuda. Nessas situações, a mediação prioriza a facilitação do diálogo entre todos os familiares ou envolvidos, no sentido de que eles próprios levantem a melhor alternativa para solucionar suas questões” relatou Ana Paula Martins de Campos, supervisora do Núcleo de Mediação do Idoso da Central Judicial do Idoso.
Em um dos casos, recorda a supervisora, a mediação foi realizada com 13 filhos, que decidiram dividir suas responsabilidades em relação aos cuidados da mãe idosa portadora da Síndrome de Alzheimer. “Um ficou como cuidador durante a semana, outro, nos finais de semana. Teve também quem ajudasse financeiramente, dentre outras atividades. O importante foi resolver da melhor forma possível a situação, preservando a qualidade de vida daquela idosa e de sua família”, completou a servidora. Segundo ela, o índice de acordo obtido nos encontros de mediação supera 50%.
Atualmente, trabalham no Núcleo de Mediação do Idoso cinco mediadoras especializadas em atendimento a idosos, além de outros mediadores voluntários e em formação. Se o idoso for lúcido e capaz, ele sempre será convidado a participar do processo de mediação, se desejar. Quando declarado incapaz civilmente, é preciso que um laudo médico ateste essa situação para que os atendimentos ocorram somente com seus familiares.
A Central funciona no 4º andar do bloco B do Fórum de Brasília e atende os idosos e/ou seus representantes das 12 às 18 horas. O telefone de contato é (61) 3103-7609. Para saber mais, clique aqui.
Regina Bandeira
Agência CNJ de Notícias

Operadora de plano de saúde obrigada a internar idoso

Operadora de plano de saúde obrigada a internar idoso

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS