EVENTOS

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

UMA CARTA DE AMOR

I Cor. 13,8... o amor jamais acaba.

Um certo Jornal pediu aos leitores que lhe enviassem suas cartas favoritas para publicação no dia dos namorados, dia em que as pessoas que se amam demonstram seu amor através de cartas, cartões e presentes.
Uma mulher chamada Glória mandou uma carta que recebera em 1944, de um marinheiro e estava nas águas do oceano Pacífico.
Ele escreveu: "Querida Glória, já está na hora de apresentar-me para você. Ainda não nos conhecemos pessoalmente, mas já ouvi muito sobre você. Devo confessar que estou apaixonado. Esta confissão pode chocá-la, uma vez que você não sabe nada a meu respeito, exceto o que outras pessoas lhe contaram. Não as leve muito a sério. Depois de conhecer-me, verá que não sou realmente um mau rapaz. E os meus sentimentos por você nunca mudarão enquanto eu viver.
"Espero que esta cause a impressão adequada e que você não pense que sou muito atrevido. Mande-me uma fotografia. Por favor, mantenha o meu amor por você encerrado dentro do seu coração, e que ele seja aberto somente quando eu apelar por ele pessoalmente."
Para encurtar a historia o rapaz voltou do pacifico e assim pode conhecer sua amada Glória face a face: sua preciosa filhinha.
Sim, eles se apaixonaram um pelo outro. Glória é hoje uma mulher adulta. Mas ela ainda guarda com muito carinho aquela carta de amor que recebeu do seu pai, quando tinha a tenra idade de 3 meses. É uma dádiva de amor de um pai, um legado permanente, palavras que ainda aquecem o seu coração.
Temos um Pai, a quem nunca vimos, nos ama com incrível amor.
O profeta Isaías se expressa com confiança ao dizer: "Tu, ó Senhor, és nosso Pai; nosso Redentor é o Teu nome desde a antiguidade." Isa. 63:16. Sua Palavra, a Bíblia, é uma carta de amor.
Ela nos lembra constantemente do Seu cuidado por nós.
Ela revela o coração de um Pai de amor.
Assim como aquele pai desejava estar com sua filha, o coração de um Deus infinito deseja estar conosco.
Ele quer o nosso amor. Ele nunca estará contente a menos que estejamos com Ele por toda a eternidade. Há um lugar em Seu coração somente para nós.
Um dia, Ele nos confirmará o seu maravilhoso e infinito cuidado quando, com um afetuoso abraço, Ele disser com um sorriso: "Está na hora de irmos para casa."

Nenhum comentário: