domingo, 9 de outubro de 2011

Projeto visa garantir melhorias ao idoso nos transportes coletivos

O projeto Transporte Urbano e População Idosa: construindo uma nova relação, criado em 2010 pelo Ministério Público Estadual, propõe uma intervenção junto às empresas do transporte coletivo urbano de Natal. O objetivo é sensibilizar, explicar, debater, educar e conscientizar os motoristas e cobradores sobre as relações civilizadas e os direitos da pessoa idosa.
A proposta teve início com um plano piloto, desenvolvido no ano passado com 400 profissionais da empresa Guanabara. Devido o bom resultado e a grande repercussão, o projeto venceu o 12º concurso nacional Talentos da Maturidade do banco Santander, na categoria Projetos Exemplares. A partir disso, o Santander, juntamente com o Ministério Público e a AMPERN (Associação do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte) passou a financiar as despesas de execução do programa, de forma que neste ano de 2011 serão contemplados três mil profissionais de Natal, com possibilidade de mais 2500 no próximo ano. Do mês de julho deste ano até agora, já participaram do projeto as empresas Cidade das Dunas; Cidade do Natal; Conceição; Viasul; Riograndense; e os demais profissionais da Guanabara que não foram contemplados em 2010. Nestas empresas, a média de adesão dos profissionais equivale a 76%. A Trampolim, empresa dos transportes coletivos do município de Parnamirim, é a próxima a passar pela ação. O trabalho ocorre no SEST/SENAT durante toda esta semana, até o dia 13, com exceção do feriado na quarta-feira, 12, durante a manhã e a tarde, das 9 às 11h e das 15 às 17h. O Transporte Urbano e População Idosa: construindo uma nova relação ocorre com a divisão dos profissionais da empresa em grupos de 30 componentes, que assistem a palestras e slides voltados para apresentar e dialogar sobre o processo de envelhecimento do ser humano; as restrições auditivas, motoras e de mobilidade da pessoa idosa; a violência contra o idoso por parte de familiares, como também de empresas públicas e privadas. Além disso, há um momento para ouvir a versão dos funcionários, apresentando os problemas que encontram na prática e tirando dúvidas sobre como proceder em diversas situações em acordo com a lei. Para esses esclarecimentos, há sempre um Promotor de Justiça presente, como a Promotora de Justiça aposentada Terezinha Peixoto, de 72 anos, advogada e atual Presidente da Associação dos Promotores aposentados. Maria Luíza Teixeira, Assistente Social da AMPERN e Coordenadora Executiva do Projeto, explica que para fechar as atividades com os motoristas e cobradores, doutora Terezinha Peixoto assume a direção do ônibus cenário e os trabalhadores se caracterizam de idosos, com bengalas, perucas e roupas. A finalidade de tudo isso, é vivenciar de forma lúdica as dificuldades enfrentadas pela população idosa ao utilizar os transportes coletivos.
Extraído de: Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte 

Nenhum comentário:

CONSUMO DE REMÉDIOS PSIQUIÁTRICOS NÃO AFASTAM, POR SI SÓ, CULPA DE HOMEM QUE AGREDIU IDOSO, DECIDE TRIBUNAL

Publicado por Superior Tribunal Militar O Superior Tribunal Militar (STM) manteve, por unanimidade, a condenação de um sargento da Mari...

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS