EVENTOS

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

NATAL DO SENHOR

O escritor de Hebreus (1,1-6) apresenta o plano salvador de Deus. Insiste, em mostrar que esse projeto de Deus alcança o seu clímax com o nascimento de Jesus, a “Palavra” de Deus que os homens devem escutar e acolher.
A Carta é um escrito anónimo, mas é possível que seja para uma comunidade cristã oriunda do judaísmo e mostra os cristãos em situação difícil, perseguidos e vivendo num ambiente hostil à fé. O autor tem como objetivo é estimular a vivência do compromisso cristão a fim de levar os crentes a crescerem na fé. Para isso, ele expõe o mistério de Cristo (apresentado como “o sacerdote” da Nova Aliança) e recorda a fé tradicional da Igreja.
O texto mostra as coordenadas fundamentais da história da salvação.
·      Deus é o ator principal dessa história. O texto trata do projeto salvador de Deus. Esse projeto primeiro aconteceu através dos profetas que anunciavam aos homens a proposta salvadora e libertadora de Deus.
·      Na segunda etapa da história da salvação: “nestes dias que são os últimos”, Deus se revela através do próprio “Filho” – Jesus Cristo, nascido em Belém.
                                                                                                                                      
Jesus está na gênesis do universo e, do homem. Ele tem um senhorio sobre a criação. Essa soberania se expressa, também, na encarnação e redenção: Jesus veio ao encontro do homem e purificou-o do pecado.
Sendo o alfa e o ômega, a Palavra primeira e última de Deus, Ele deve ser aceito pelos homens como o caminho mais seguro para a vida nova que o Deus nos propõem. Natal é tempo de refletir no plano redentor de Deus. 

Um comentário:

Edenícia disse...

Vamos aproveitar esta data para comemorarmos o Natal conforme relatos da Palavra de Deus, anunciando que Jesus é o maior presente de Natal que alguém pode ter.
Feliz Natal com Jesus