EVENTOS

sábado, 24 de setembro de 2011

WORKSHOP MANHUAÇU - MINAS GERAIS

Manhuaçu é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2011 era de 80.530 habitantes, segundo o IBGE.Como chegar: Manhuaçu é cortada pelas rodovias MG 111 e BRs 262 e 116. A cidade está a 290 km de Belo Horizonte.
Manhuaçu é de origem tupi. Manhu é igual rio, e Açu significa grande. Manhuaçu = (Rio Grande). Relevo - A altitude da sede é de 635 m, possuindo como ponto culminante a altitude de 1730 m. Clima -  O clima é do tipo tropical com chuvas durante o verão e temperatura média anual em torno de 21 °C, com variações entre 15 °C (média das mínimas) e 27 °C (média das máxima. Hidrografia - O município está inserido na bacia do rio Doce, sendo banhado pelo rio Manhuaçu.
Viagem - A distância entre Recife e Manhuaçu é de 2.350 KM, que foram percorridos de avião e onibus e com duração de 19 horas (entre às 22h da quinta até às 17h da sexta feira).

SÁBADO: 24.09.2011 - O Workshop de Manhuaçu aconteceu na Primeira Igreja Presbiteriana de Manhuaçu, que é pastoreada pelo Rev. Anderson Sathler, e teve a coordenação da irmã Creuza Marques Prado que é secretária da Terceira idade do Presbitério Vale do Manhuaçu na jurisdição do Sínodo Leste de Minas.
Participaram do evento 78 pessoas representando as Igrejas Presbiterianas: Primeira, Segunda, Terceira e Cidade (em Manhuaçu), Congregação Presbiteriana (em São João)   Igreja Presbiteriana (em Martins Soares), Presbiteriana Filadélfia (em Caputiva), Presbiteriana Breder (em Manhumirim), Batista do Calvário e Quadrangular (em Manhuaçu), Centro de Referência Especializado de Ação Social (CREAS de Manhuaçu), Igreja Católica de Manhuaçu. Perfil dos participantes: Pré-idosos/51% (3,8% com idade inferior a 20 anos, 7,6% com idade entre 20 a 39 anos, 39,7% com idade entre 40 e 59 anos); Idosos/48,6 (43,5% com idade entre 60 e 79 anos, 5,1% com idade entre 80 e 90 anos). No ato da inscrição os participantes receberam um exemplar do Estatuto do Idoso.


DEVOCIONAL- Ás 9h do sábado teve início os trabalhos do Workshop com um momento devocional que representou bem o pensamento do Sgtti, Rev. Pinho Borges. Houve uma perfeita interação entre as idades, mostrando que a Igreja é um corpo onde o diferencial é a função e não a idade. Contamos com a participação das crianças Emmanuele e Kare, das adultas, Ruth Nasif, Judith Dutra e Creuza Marques que recitaram poesias e Sandro Souza com os louvores e acompanhamentos. 

PRIMEIRA OFICINA - Após o momento devocional  o secretário geral Rev. Pinho Borges ministrou a oficina do dia: CONSTRUÍNDO A  REPAPI. Que mostra a necessidade da implantação  da Rede Presbiteriana de Apoio à Pessoa Idosa com a participação de atividades para as pessoas idosas em todas as igrejas em todo o território nacional. A partir da organização de grupo de idoso na igreja local, criação das Secretarias Presbiterial e Sinodal da terceira idade.

SEGUNDA OFICINA - Após um rápido intervalo teve início a oficina O ESTATUTO DO IDOSO E O COMBATE À VIOLÊNCIA que foi proferida pelo Dr. Fábio Santana Lopes que é promotor de Justiça da  Comarca de Manhuaçu.
A presença do promotor no evento possibilitou aos presentes uma aproximação com o mesmo, que após a sua apresentação respondeu a várias perguntas sobre os direitos da pessoa idosa e se colocou a disposição para assuntos referentes às denúncias de desrespeitos aos idosos. Às 12h aconteceu o intervalo para o almoço.

OFICINA PRÁTICA - O horário da tarde começou às 14h como uma Oficina Prática com uma dinâmica, ministrada pela Karina Resende, fisioterapeuta e trabalha com o grupo da Primeira Igreja. 
A fisioterapeuta falou que para um envelhecimento ativo é necessário praticar exercícios físicos no dia a dia como forma de melhor a qualidade de vida. Não esquecer que antes de começar  os exercícios se deve consultar um médico.
                                                      
TERCEIRA OFICINA - A terceira oficina do dia foi ministrada por Mirla Barbosa que é fisioterapeuta e pela psicóloga Amanda Oliveira, que apresentaram em conjunto a Oficina: NECESSIDADE DO CUIDADOR
A temática tratou de como a família deve proceder na hora de escolher uma pessoa para cuidar da pessoa idosa, assim como entender que o cuidador é apenas para cuidar e proteger o idoso.


QUARTA OFICINA - A quarta oficina: A IGREJA E O DIREITO DA PESSOA IDOSA foi ministrada pelo Rev. Pinho Borges.
O Sgtti ressaltou que é importante  a igreja começar a ter uma política eclesial para atender a necessidade deste segmento que a cada dia aumenta em nossa igreja e que são precisas ações rápidas no sentido de atender essa realidade. A igreja deve desenvolver ações no sentido de acessibilidade, sociabilidade, fraternidade para com as pessoas idosas. 

Os participantes receberam
Certificado de Participação


AGRADECIMENTO A EQUIPE DE APOIO


TRABALHOS DO GRUPO DE IDOSO

 

DOMINGO - 25.09.2011

No domingo o Sgtti, ministrou o Oficina: Envelhecimento: Diga não aos Mitos e Preconceitos, no horário da Escola Dominical em classe única na Primeira Igreja Presbiteriana de Manhuaçu.

Na ocasião o Grupo Geração de Ouro, cantou dois hinos.
O referido grupo existe a mais de 10 anos e deselvolve um execente trabalho com as pessoas idosas.

DOMINGO - 25.09.2011
O encerramento da nossa visita a Manhuaçu aconteceu na Segunda Igreja Presbiteriana com a pregação no culto vespertino. A Igreja é pastoreada pelo Rev. Salviano Marques, a quem agradecemos o convite para ministrar a palavra a igreja.


Agradecemos ao Rev. Anderson, presidente do Sínodo Leste de Minas pelo convite e pela hospitalidade para com o Sgtti.


FÁBULA

UMA SENHORA FOI PARA UM SAFARI NA ÁFRICA E LEVOU SEU VELHO VIRA-LATA COM ELA.

Um dia, caçando borboletas, o velho cão, de repente, deu-se conta de que estava perdido.
Vagando a esmo, procurando o caminho de volta, o velho cão percebe que um jovem leopardo o viu e caminha em sua direção, com intenção de conseguir um bom almoço..
O cachorro velho pensa:
-'Oh, oh! Estou mesmo enrascado! Olhou à volta e viu ossos espalhados no chão por perto. Em vez de apavorar-se mais ainda, o velho cão ajeita-se junto ao osso mais próximo, e começa a roê-lo, dando as costas ao predador...
Quando o leopardo estava a ponto de dar o bote, o velho cachorro exclama bem alto: - Cara, este leopardo estava delicioso! Será que há outros por aí?
Ouvindo isso, o jovem leopardo, com um arrepio de terror, suspende seu ataque, já quase começado, e se esgueira na direção das árvores.
-Caramba! Pensa o leopardo, essa foi por pouco! O velho vira-lata quase me pega!
Um gambá, numa árvore ali perto, viu toda a cena e logo imaginou como fazer bom uso do que vira: em troca de proteção para si, informaria ao predador que o vira-lata não havia comido leopardo algum.. .
E assim foi rápido, em direção ao leopardo. Mas o velho cachorro o vê correndo na direção do predador em grande velocidade, e pensa:
-Aí tem coisa!
O gambá logo alcança o felino, cochicha-lhe o que interessa e faz um acordo com o leopardo. O jovem leopardo fica furioso por ter sido feito de bobo, e diz: -'Aí, gambá! Suba nas minhas costas para você ver o que acontece com aquele cachorro abusado!'
Agora, o velho cachorro vê um leopardo furioso, vindo em sua direção, com um gambá nas costas, e pensa:
-E agora, o que é que eu posso fazer?
Mas, em vez de correr (sabe que suas pernas doloridas não o levariam longe...) o cachorro senta, mais uma vez dando costas aos agressores, e fazendo de conta que ainda não os viu, e quando estavam perto o bastante para ouvi-lo, o velho cão diz:
-'Cadê aquele gambá? Tô morrendo de fome!
Ele disse que ia trazer outro leopardo para mim e não chega nunca! '

Moral da história: não mexa com cachorro velho... Idade e habilidade se sobrepõem à juventude e intriga. Sabedoria só vem com idade e experiência.

Enviada pelo Rev. Anderson Salther

 


Nenhum comentário: