quarta-feira, 13 de junho de 2012

Defensoria Pública do DF faz estudo sobre violência contra idosos

BRASÍLIA - A coordenadora do Núcleo de Defesa do Idoso da Defensoria Pública do Distrito Federal e presidente do Conselho do Idoso do DF, Paula Regina de Oliveira Ribeiro, elaborou um pesquisa junto à Central Judicial do Idoso (CJI) para mapear os principais casos de violência contra idosos na região.

O estudo, realizado de janeiro de 2008 a dezembro de 2011, constatou que 30% dos 2.379 casos atendidos envolvem uma ou mais formas de violência contra a pessoa idosa, consoante tipologia definida pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Os dados revelam ainda que são vários os tipos de violência registrados contra a pessoa idosa, com ênfase para o abuso financeiro, psicológico e negligência. Além disso, há um significativo índice de violência institucional, principalmente nas áreas da saúde, transporte, assistência social e habitação.
Em relação ao tipo de violência praticado contra os idosos, informações do CJI indicam que 33,12% das denúncias referem-se à violência psicológica, 25,49% à negligência, 17,97% à violência financeira e 15,58% à violência física. Mais de 65% das agressões contra idosos são cometidas pelos filhos, 8,7% por parentes e 3,76% por vizinhos.
De acordo com dados do IBGE/2009, no âmbito do Distrito Federal, a Asa Norte tem a maior concentração de idosos, com 14.784. Em seguida, Gama, com 12.562 idosos; Guará, com 12.350; e Planaltina com 10.050. O Setor de Indústrias e Abastecimento e o Varjão são as cidades com menor concentração de idosos no DF, contabilizando 240 e 306 respectivamente.
Orientação Jurídica na Rodoviária do Plano Piloto -  A Defensoria Pública do Distrito Federal e a Secretaria Especial do Idoso promovem no próximo dia 15 de junho, das 15 às 17h30, na Rodoviária do Plano Piloto, uma exposição fotográfica e um mutirão de orientação jurídica sobre violência e violações de direitos do idoso. O atendimento será oferecido apenas ao cidadão idoso ou para os casos em que o idoso esteja diretamente envolvido.
O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa - 15 de junho - foi instituído em 2006 pela ONU e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPEA) com o objetivo de promover a consciência mundial, social e política da existência da violência contra a pessoa idosa e assim conscientizar a sociedade para a importância do combate à violência.

Autor: Departamento de Comunicação Social / CEAJUR

Extraído de: Defensoria Pública do Distrito Federal

Nenhum comentário:

REFLEXÃO - O PRAZER DE OBEDECER

Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios. [...] Antes, o seu prazer está na lei do Senhor, e na Sua lei medita de dia...

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS