EVENTOS

terça-feira, 18 de setembro de 2012

CRÔNICA DE ANIVERSÁRIO

Hoje o meu espelho me falou: - Você agora é uma pessoa idosa; deixas de ser apenas um defensor para ser também  defendido. Ué? Não tomei um susto. Voltei a olhar novamente para o espelho, para verificar se havia acontecido alguma mudança na minha aparência e não vi nada diferente. Pensei e com muita alegria me senti agraciado por Deus por ter me preparado para esse 'rito de passagem' : a bênção da longevidade.
A cada momento que o meu estágio da fase pré idosa ia diminuindo sempre aceitei com bastante normalidade as transformações do corpo e da alma porque tenho absoluta certeza que envelhecer não é adoecer, mas adoecem aqueles que não sabem envelhecer.

Sabe? Nem sei quando meus cabelos começaram a cair ainda tenho tantos cobrindo a cabeça embora ficando brancos por conta da diminuição da melanina. Adorei quando começaram a ficar grisalhos!

E as rugas? As rugas estão sendo vincadas pela satisfação e alegria de contar os dias na presença do Senhor da minha história.
E o enfado e cansaço? Estes fazem parte na minha natureza e não da minha idade. Para mim ser agora uma pessoa idosa é apenas um rito de passagem, bem particular da cultura na qual estou inserido que definiu-se pela idade: 60 anos.
Uma coisa eu sei. Não sou jovem, mas sou jovial e ativo. Continuo agindo por impulsos e não deixei de fazer "artes" nos caminhos e tenho vivido belas aventuras que a mocidade nunca me ofereceu.
Olhando para o passando como quem olhar pelo retrovisor do carro encontro um menino quieto, calado e tímido que sentava debaixo da mesa na sala de jantar para folhar as paginas de revistas mesmo sem ter conhecimento das letras, mas que na hora de brincar construía carrinho de lata de leite e importunava a mãe por dinheiro para comprar rodas e tinta. Assim era eu.
Hoje, ao completar 60 anos revivo alguns desses momentos sem nenhuma pretensão de "caducar". 
Quando folheio as páginas da Bíblia e me deparo com a palavra de Deus revelada pelo salmista mostrando quanto a vida é valiosa: "Na velhice ainda darão frutos; serão viçosos e vigorosos" (Sl. 92,14). Agradeço a Deus pelos meus 60 anos.
Quando a sociedade moderna busca a juventude como parâmetro de vida. Agradeço ao meu Criador pela longevidade e por ter me colocado em Seu plano para trabalhar com e para as pessoas idosas.
Queridos, não importa a idade, o importante é viver na Graça de Deus para que diante do seu espelho possas dizer: - Senhor, agora estou idoso(a). Que benção!!!, pois muitos não não tiveram essa oportunidade.
Finalizo agradecendo as centenas de felicitações que estão chegando de todo Brasil por telefones, E-mails e Facebook dos amigos, irmãos, e instituições. Obrigado. 

Nenhum comentário: