quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

CENTRAL JUDICIAL DO IDOSO DIVULGA VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS

BRASÍLIA - A CENTRAL JUDICIAL DO IDOSO divulgou dados da violência contra a pessoa idosa em 2012. Foram totalizados 855 novos atendimentos realizados.

As demandas mais frequentes foram: 
Orientações Jurídicas 58% (491 casos), 
Crimes contra o Idoso 42% (356 casos), 
Saúde 10% (104 casos) e 
Assistência Social 5% (47 casos). 

Do total de acolhimentos: 
54% eram relacionados mulheres idosas e 
46% homens 

Do total de acolhimentos: 
41% (337 casos) tinham idade entre 60 e 70 anos e 
36% (294 casos) tinham idade entre 71 e 80 anos; 

Do total de acolhimentos: 
35% (268 casos) eram viúvos e 
29% (225 casos) eram casados. 

Quanto à moradia: 
60% (451 casos) moravam em residência própria e 
25% (188 casos) em residência cedida. Sobre o local de moradia: 
16% (134 casos) residiam na cidade de Brasília, 
11% (97 casos) em Ceilândia e 
9,5% (79 casos) no Guará. 

Quanto à renda: 
31% (227 casos) era de até um salário mínimo, 
23% (167 casos) possuíam renda acima de 5 salários mínimos e 
apenas 10% (71 casos) não possuíam nenhuma fonte de renda. 

Crime contra o Idoso : 42% (356 casos) tiveram os seguintes tipos de violações: 
50% (183 casos) Violência Psicológica; 
35% (126 casos) Violência Financeira; 
23% (84 casos) Violência Física; 
18% (65) Violência Institucional; 
17% (60 casos) Negligência; 
2% (7 casos) Abandono e 
1% (5 casos) Autonegligência. 
Em 29% dos casos, há presença de dois tipos de violência na mesma denúncia  e em 7% três tipos. 

O agressor: 
em 44% (161 casos) era o próprio filho(a) e 
em 23% (84 casos) eram outros familiares: cônjuges, sobrinhos, irmãos, genro, nora e netos.

Nenhum comentário:

BRASÍLIA/DF - NORMAS COLETIVAS DE EMPREGADOS DE HOSPITAIS NÃO SE APLICAM A TRABALHADORES EM CASA DE IDOSOS

Publicado por Tribunal Superior do Trabalho A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho não conheceu de recurso do Sindicato do...

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS