sexta-feira, 12 de julho de 2013

RESPEITAR A VELHICE É VALORIZAR A VIDA

CUIABÁ(MT) - O primeiro passo é eliminar o preconceito, pois o país que envelhece precisa dar dignidade às pessoas idosas.
o panorama mundial, bem como nos países em desenvolvimento, a população idosa aumenta significativamente e o contraponto desta realidade talvez seja a inclusão social dessas pessoas mediante o desenvolvimento de políticas públicas e programas adequados para essa parcela da população. Diante disto, a preocupação com esse novo perfil populacional é um dever de todos nós a começar pela conscientização.
As pessoas de modo geral precisam mudar o foco para essa nova geração, pois o pensamento crítico não evolui com a mesma velocidade. Isso sem falar na violência contra os idosos, que, a meu ver, deve ser entendida como uma grave violação aos Direitos Humanos.
É preciso disseminar a valorização dos idosos como pessoas que contribuem e, simultaneamente, aceitá-los como pessoas normais. Assim sendo, como parlamentar e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, estive há poucos dias com o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (COMDIPI), na qual foi realizada audiência a fim de discutir o envelhecimento saudável.
Foram discutidas propostas que visam à ampliação das leis de acessibilidades, da saúde, de melhorias no transporte e de que a academia (universidades) invista mais em cursos que qualifiquem profissionais das mais diversas áreas para atuarem junto aos idosos.
Diante dos apontamentos feitos pelo Conselho a Comissão decidiu convidar secretários municipais de Cuiabá para tratar das políticas públicas adotadas em âmbito municipal e da possibilidade de melhoria e ampliação do atendimento à esta categoria. Serão convidados, ao longo das próximas reuniões, os secretários de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, José Rodrigues Rocha Júnior; de Trânsito e Transporte Urbano, Antenor Figueiredo; de Educação, Gilberto Gomes Figueiredo e de Saúde Kamil Fares.
Ainda no que diz respeito à valorização da pessoa idosa foram apresentados vários Projetos de Leis voltados para a inclusão social e o bem-estar desses cidadãos. É o caso do programa de fisioterapia geriátrica em toda rede pública estadual, além da criação do Programa Saúde Integral para Idosos. A amplitude dessa discussão é devido ao fato que a referida população requer cuidados específicos e direcionados às peculiaridades advindas com o processo do envelhecimento sem segregá-los da sociedade.
Outra ação a favor dos aposentados é a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que prevê eleição direta para a presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT). De acordo com a PEC, ficam aptos a escolher o presidente do TJ, os magistrados de primeiro e segundo graus, da ativa e os aposentados, além dos servidores efetivos do Poder Judiciário. O assunto ganhou dimensão e se estendeu ao Ministério Público Estadual, que chamou para si a necessidade de mudanças no processo eleitoral.
A causa é nobre, já que amplia a participação dos servidores entre eles os inativos. Enfim, o primeiro passo é eliminar o preconceito, já que o país que envelhece precisa dar dignidade às pessoas idosas. Temos que discutir cada dez mais sobre a situação social do idoso no Brasil, considerando os aspectos demográficos, epidemiológicos e os aspectos psicossociais com destaque para a aposentadoria, a importância da família e as relações interpessoais.
Texto: Emanuel Pinheiro é deputado estadual em Mato Grosso pelo Partido da República
Extraído de: Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Nenhum comentário:

MENSAGEM DE NATAL - REV ROBERTO BRASILEIRO

CLIQUE NO LINK E ESCUTE https://www.facebook.com/ipb.org.br/videos/1556654337756352/?id=100008629933154

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS