EVENTOS

terça-feira, 13 de agosto de 2013

MATO GROSSO DO SUL TERÁ FACULDADE DA MELHOR IDADE

CAMPO GRANDE(MS) - O que fazer na idade da maturidade? Haverá vida inteligente após a aposentadoria? Os questionamentos foram levantados pela professora Maria Ângela Mirault. Doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC de São Paulo, ela que elaborou o projeto de implantação da FAMA (Faculdade Aberta da Maturidade de Mato Grosso do Sul).
A iniciativa veio de encontro com uma realidade constatada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em 30 anos, Mato Grosso do Sul registrou aumento de 10,01 anos na expectativa de vida ao nascer. As estatísticas levam em conta as informações do Censo Demográfico 2010. Em 1980, a expectativa de vida no estado era de 63,79 anos. Em 2010, subiu para 73,80 anos.
“As pessoas estão vivendo mais, entretanto, faltam atividades focadas nesse público, portanto a iniciativa é mais do que louvável”, comentou o presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, deputado estadual Júnior Mochi, que possibilitou a realização da aula inaugural da FAMA, no plenário da Casa de Leis na tarde desta terça-feira (14/8). A solenidade contou com a apresentação do Coral dos Servidores da Assembleia Legislativa.
“Tempos atrás, o envelhecimento era visto como momento de se aposentar. Hoje a história é outra. As pessoas da melhor idade, ou melhor, da 'maturidade', têm cada vez mais interesse, tempo, recursos e disposição para se engajar em cursos e atividades culturais”, defende Maria Ângela Mirault.
As atividades são destinadas à pessoas com idade acima de 45 anos. “Nessa idade, as pessoas estão começando a se desligar das atividades profissionais. Portanto, antes que a ideia de não se sentir útil possa surgir”, justificou a idealizadora do projeto.
Presidente do Sindicato dos Aposentados/MS, o Professor Jânio Batista de Macedo defende que “a novidade é que, na FAMA, os acadêmicos da maturidade contarão com disciplinas, debates e discussões para melhorar a qualidade de vida”.
Entre as atividades que serão oferecidas estão o clube de leitura, palestras temáticas, ciclo de videos-debate, confraternizações, atividades extensivas, atividades artísticas e oficinas.
A faculdade oferecerá, também, oficinas abertas ao público. Entre elas a de fotografia digital, terapia floral, nutrição e dietas etiqueta, marketing pessoal, empreendedorismo, administração das finanças pessoais, , como investir seu dinheiro, qualidade de vida, exercícios físico funcional e outros.
As atividades serão desenvolvidas, graças a parceria com o Instituto Histórico Geográfico de Mato Grosso do Sul e o Núcleo Ideia Viva, dentre outros parceiros.
A previsão é de que as aulas sejam iniciadas em maio de 2014. Os interessados já podem se inscrever pelo site www.planee.com.br, por meio do link “educação corporativa”, ou pelo telefone (67) 9248-7006 ou 9981-9713.
Para os envolvidos, esta é a oportunidade de conhecer novas pessoas, compartilhar ideias e discutir problemas da atualidade.
A faculdade é dirigida pela Professora Maria Ângela Mirault, Doutora em Comunicação e Semiótica, a FAMA-MS conta com uma equipe renomada de consultores: Professora Angela Maria Costa, pedagoga e Doutora em Educação; Professor Jânio Batista de Macedo, pedagogo e filósofo; a Psicóloga e advogada Regina Câmara, com especialização em gestalterapia, Kátia Juliane Lopes de Oliveira, pedagoga, relações públicas e especialista em gerontologia, dentre outros.
Exemplo - A iniciativa é baseada no trabalho desenvolvido pela Neila Barbosa Ozorio, coordenadora da Universidade da Maturidade de UFTO (Universidade Federal de Tocantins).
As atividades nesse sentido, começaram a ser desenvolvidas por Neila em uma universidade particular instalada em Campo Grande. Mas, o projeto cresceu.
“Já passou da hora da sociedade valorizar essas pessoas e mais do que isso, de eles mesmos se valorizarem”, defendeu Neila Barbosa.

Nenhum comentário: