terça-feira, 5 de agosto de 2014

09.10.2013 - Cuidado domiciliar é questão central para idoso


DF. Camara


BRASILIA(DF) - A coordenadora-geral dos Direitos do Idoso da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Neusa Pivato Muller, destacou hoje(08) que o fato de 97% dos idosos brasileiros viverem com suas famílias coloca o cuidado domiciliar no centro das discussões sobre o tema. Ela participa de audiência pública da Comissão de Seguridade Social e Família que discute a profissionalização do cuidador de idosos.
Na avaliação de Neusa Muller, oferecer amparo técnico, formação adequada e salário digno a esses profissionais é uma forma de preservar o idoso porque na maior parte dos casos, explica, o agressor é o cuidador.
Ela destacou, no entanto, que em todo o mundo se discute hoje o papel do Estado no cuidado com o idoso e que existe a ideia de que o Estado assuma o papel mais importante neste cuidado, com o apoio da família.
Também na audiência, o representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde, Mário Jorge Filho, disse que a lei determina que cuidar de idosos é uma atividade para técnicos ou auxiliares de enfermagem. Para ele, manter essa exigência ajuda a garantir a integridade do idoso, já que muitas vezes o cuidado requer controle de sinais vitais, administração de medicamentos, entre outros.
Para o Mário Jorge Filho, o auxiliar de enfermagem poderia ser treinado para esse atendimento com 300 horas de curso pagos pelo governo.
Agência Câmara de Notícias/Câmara dos Deputados(extraído)

Nenhum comentário:

BRASÍLIA/DF - NORMAS COLETIVAS DE EMPREGADOS DE HOSPITAIS NÃO SE APLICAM A TRABALHADORES EM CASA DE IDOSOS

Publicado por Tribunal Superior do Trabalho A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho não conheceu de recurso do Sindicato do...

AS POSTAGENS MAIS VISITADAS